Allan Aal 'apaga' derrota e comemora acesso do Cuiabá: "Não apaga o brilho"
Allan Aal em Cuiabá 1 a 3 Sampaio Corrêa (Cuiabá EC / Divulgação)

Antes de entrar em campo contra o Sampaio Corrêa, o Cuiabá já estava na primeira divisão nacional da próxima temporada. Após o empate em CSA x Brasil de Pelotas (1 a 1 no Rei Pelé), os mato-grossenses já estavam matematicamente garantidos. Nem mesmo a derrota para a Bolívia Querida na última sexta-feira (22), por 3 a 1, na Arena Pantanal, fez com que as palavras após o jogo fossem menos animadas.

Allan Aal, técnico da Cuiabá, celebrou o feito inédito. Tentando comentar a peleja em si, Allan Aal não conseguiu deixar de relativizar o acesso com imensa dose de orgulho.

"É normal o relaxamento, ficamos sabendo do acesso momentos antes de entrar em campo. Mas nada disso apaga o brilho do trabalho e da conquista. Missão cumprida, agora é hora de colocar tudo para fora. Precisamos compartilhar essa conquista, pois nos entregamos de corpo e alma. Temos que bater no peito, estamos na primeira divisão!", comentou.

Apesar do relaxamento apontado por Allan Aal, o Cuiabá teve bons números na peleja em relação ao Sampaio Corrêa. Teve mais posse de bola (57%) e finalizações totais (catorze a nove). Em número de chutes certos, empate: quatro para o time do Centro-Oeste, quatro para a Bolívia Querida.

Perguntado exclusivamente sobre o acesso pouco depois, Allan Aal falou sobre o pioneirismo do Dourado no futebol estadual pensando no cenário brasileiro.

"A gente tem que comemorar muito. São 35 anos sem um time de Mato Grosso na elite do futebol brasileiro. É algo muito importante. Os jogadores estão de parabéns pela conquista, entraram para a história do clube", comentou.

O Cuiabá fecha sua participação na Série B na próxima sexta-feira (29) diante do CRB, fora de casa, às 21h30. Antes, na segunda-feira (25), o Dourado recebe a Aparecidense pelas oitavas de final da Copa Verde.

VAVEL Logo