Defensa y Justicia bate Lanús e é campeão da Sul-Americana pela primeira vez
Foto: Divulgação / Defensa y Justicia

A Sul-Americana 2020 chegou ao fim na tarde deste sábado (23). Na decisão, um duelo argentino entre Lanús e Defensa y Justicia terminou em 3 a 0 para o clube de Florencio Varela. Com a taça, o Defensa chegou ao primeiro título internacional de sua curta história (o clube tem apenas 85 anos de fundação).

Além do título, o Defensa y Justicia ganhou também a chance de disputar a Libertadores em 2021 e também a Recopa Sul-Americana — contra o campeão da Libertadores: Palmeiras ou Santos.

A decisão

O Defensa y Justicia não tomou conhecimento do Lanús na final da Copa Sul-Americana, na tarde deste sábado (23), no Estádio Mario Alberto Kempes, em Córdoba (ARG), e atropelou o rival por 3 a 0. Os gols da partida saíram dos pés de Adonis Frías, Braian Romero e Camacho.

O time comandado pelo técnico Hernán Crespo dominou a primeira etapa, quando abriu o placar com o zagueiro Adonis Frías, o primeiro dele como profissional. No segundo tempo, o Lanús tentou se organizar, mas parou na defesa sólida do Defensa, que ainda ampliou com o artilheiro da competição, Braian Romero, que marcou seu 10º gol no torneio, e fechou a conta com Camacho.

O título coroou a boa campanha do time, que eliminou os brasileiros Vasco e Bahia nas fases anteriores, e conquistou o primeiro campeonato continental da sua história. O Lanús, que já havia sido campeão em 2013, ficou com o vice-campeonato depois de eliminar o São Paulo, na segunda fase e o Independiente, nas quartas de final.

Garantido na fase de grupos da Libertadores 2021, o Defensa abre uma vaga no campeonato argentino, que irá para o San Lorenzo. O Lanús não se classificou para a competição internacional novamente.

VAVEL Logo