Mourinho elogia postura do Tottenham após vitória de virada na Copa da Inglaterra
Foto: Divulgação/Tottenham Hotspur

Dois técnicos renomados no futebol europeu se enfrentam em um confronto decisivo no dia 10 de fevereiro válido pela Copa da Inglaterra - José Mourinho e Carlo Ancelotti comandam Tottenham e Everton, respectivamente. 

No final de semana, o Everton venceu o Sheffield por 3 a 0, e o Tottenham avançou ao eliminar o Wycombe Wanderers, da segunda divisão inglesa, por 4 a 1, na última segunda-feira (25).

Apesar do placar elástico, a classificação dos Spurs foi no sufoco, visto que o rival saiu na frente com Fred Onyedinma e o jogo em Wycombe estava empatado até os 40 do segundo tempo. Aos 25 minutos de jogo, Ikpeazu recebeu dentro da área, livrou-se da marcação de Alderweireld e cruzou para o companheiro de equipe, que estava livre, próximo da marca do pênalti, empurrar para o gol.

"Durante o intervalo, eu falei que não poderia criticá-los porque estávamos jogando bem, criando chances, e acertamos bolas na trave. A atuação foi séria, como fizemos em Marine, mas em um nível completamente diferente, muito mais difícil, com a mesma atitude positiva dos jogadores", analisou o técnico José Mourinho após o jogo no Adams Park.

Na sequência o Tottenham acertou a trave duas vezes, sendo a primeira em chute de fora da área de Sissoko e a outra em cabeçada de Tanganga. O empate era questão de tempo e veio ainda no primeiro tempo, quando Lucas Moura cruzou para Gareth Bale. A bola quicou e enganou o goleiro do Wycombe, mas o galês deu um toque de leve e deixou tudo igual. 

Mourinho certeiro e Ndombélé inspirado

Os times foram para os vestiários com o placar de 1 a 1, resultado que levaria para a prorrogação. Como só a vitória interessava, o técnico português colocou em campo Hojbjerg e Ndombélé, além da dupla titular Harry Kane e Heung-Min Son. O Wycombe também mexeu três vezes, mas as substituições não surtiram o mesmo efeito. O time se fechou na tentativa de administrar o resultado e sequer finalizou na etapa final.

Mais presente no campo ofensivo, com 76% de posse de bola no segundo tempo, o Tottenham manteve a pressão e virou o jogo com Harry Winks aos 41 minutos em chute colocado de longa distância após um bate e rebate dentro da área. O goleiro Ryan Allsop se esticou todo, mas não conseguiu alcançar.

Son jogou apenas 22 minutos, o suficiente para finalizar duas vezes para fora e dar uma assistência para Tanguy Ndombélé. O coreano invadiu a área pela esquerda e atraiu a marcação, e quando viu o camisa 28 livre só rolou para ele bater de primeira e ampliar a vantagem do Tottenham.

A classificação para a próxima fase estava garantida, mas o francês queria mais. Ele recebeu um lançamento em profundidade de Hojbjerg, limpou dois jogadores do Wycombe e soltou o pé direito para decretar a goleada. 

Classificação e próximos jogos

Com pouco tempo para comemorar, o Tottenham volta a campo nesta quinta-feira (28) para encarar o atual campeão Liverpool na Premier League. O duelo será em Londres, na casa dos Spurs.

Enquanto isso, o Wycombe Wanderers trabalha na preparação do duelo diante do Brentford, quarto colocado, marcado para sábado (30), válido pela 27ª rodada da Championship.

VAVEL Logo