Brasil recebe Equador para disparar na liderança das Eliminatórias
Treino da Seleção Brasileira antes de Brasil x Equador (Lucas Figueiredo / CBF / Divulgação)

Duas das melhores seleções das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo 2022 se enfrentam nesta sexta-feira (04), no Beira-Rio. Às 21h30 (Horário de Brasília), Brasil e Equador jogam para ficar mais próximos do mundial, que será disputado no Qatar.

De um lado, a única seleção pentacampeã mundial de futebol, líder do torneio e com resultados convincentes desde quando o atual treinador chegou. Do outro, uma equipe que se renova e, cada vez mais, encontra sua cara competitiva.

De olho no Oriente Médio

Com 100% de aproveitamento, a Seleção Brasileira chega à quinta rodada das Eliminatórias da CONMEBOL para a Copa do Mundo 2022 animada. Com doze pontos, a equipe está um ponto à frente da vice-líder Argentina, cinco à frente do quinto colocado Uruguai (equipe que vai à repescagem) e sete distante do sexto colocado Chile (primeiro escrete que não consegue vaga de maneira alguma ao Mundial).

Na mesma entrevista coletiva em que revelou que os atletas que atuam na Europa pediram para não jogar a Copa América, Tite, técnico da equipe, também falou sobre a partida. "É um desafio, depois de sete meses, manter um padrão de desempenho individual e coletivo para que a gente possa ter um resultado de vitória como reflexo e consequência de jogar bem. A equipe tem quase 2,5 gols em jogos oficiais de média. Mas também tem, em estágio defensivo, que ser sólido", destacou o treinador da Seleção Canarinho.

Provável escalação: Alisson; Danilo, Éder Militão, Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro, Fred e  Lucas Paquetá; Richarlison, Neymar e Gabigol. Técnico: Tite.

Azarão valente

Terceiro colocado, com nove pontos, a Seleção Equatoriana aposta na renovação após ficar de fora da Copa do Mundo 2018. À frente de equipes tradicionais no cenário sul-americano, como Uruguai, Chile e Colômbia, a Tri busca chegar à quarta Copa do Mundo em seis edições do torneio - sendo que a primeira vez que o país andino chegou à competição foi em 2021.

Treinador da equipe, Gustavo Alfaro destacou que a força e a história da Seleção Brasileira não o assustam. "Nós temos a consciência que o Brasil é melhor, mas isso não quer dizer que nos sentimos inferiores. Vejo o nosso time com muita capacidade de encarar o adversário e causar inúmeras complicações", destacou o técnico.

Provável escalação: Alexander Domínguez; Ángelo Preciado, Robert Arboleda, Xavier Arreaga e Pervis Estupiñán; Carlos Gruezo, Christian Noboa, Moisés Caicedo, Ángel Mena e Ayrton Preciado; Enner Valencia. Técnico: Gustavo Alfaro.

VAVEL Logo