Real Madrid tem ataque ineficiente e empata sem gols diante do Villarreal
Foto: Villarreal

Pela sétima rodada de LaLiga, o Santiago Bernabéu teve um jogo movimentado com as atuações de Real Madrid e Villarreal. Com cada tempo sendo favorável para uma das equipes. Os goleiros apareceram quando preciso e o resultado foi de empate sem gols.

Os minutos iniciais foram dominados pelo Submarino Amarelo. A equipe Unai Emery aproveitava o adiantamento da marcação adversária  para explorar com passes de profundidade. Contudo, a melhor jogada veio na velocidade. Danjuma deixou Valverde e Asensio para trás, entrou na área e bateu cruzado. Com toda sua envergadura, Courtois defendeu em dois tempos.

Vini Jr e Rodrygo procuravam Benzema, mas sem sucesso. A defesa amarela estava bem montada, não deixando ameaçar chegar perto da meta de Rulli. Aos 30’, Pino carregou até entrar na grande área. Ele segurou um pouco e tocou com a chegada de Coquelin, que chuta forte. O goleiro merengue, novamente, protagonizou boa defesa. No rebote, Paco Alcácer carimbou a marcação. O Madrid pressionava, além de pedir pênalti em jogada com Nacho. O juiz bem posicionado, mandou seguir. A reclamação perdurou até quando o apito foi soado para o intervalo.

Visando movimentar mais a parte ofensiva, no qual acabou sendo inerte na etapa anterior, Carlo Ancelotti colocou sangue novo: Camavinga na vaga de Rodrygo. Os mandantes trocavam passes de pé em pé. Courtois era o único jogador no campo de defesa. Tanta insistência, veio a chegada na bola parada. Asensio cobrou falta fechada. Militão se movimentou e mergulhou para cabecear. A redonda passou com perigo rente à trave.

O Villarreal teve grande chance de marcar. Aos  57, Foyth tocou de cabeça para Paco Alcácer dentro da área. O camisa 9 cruzou na segunda trave. Pau Torres não chegou a tempo com gol vazio.  A partir desse momento, o Real Madrid dominou o jogo, não deixando o Submarino Amarelo “voltar a emergir” - aparecer no ataque. Rulli começou a trabalhar, algo que não havia acontecido, e salvou o time. Hazard cruzou da linha de fundo, Isco subiu no segundo andar e cabeceou no chão. O goleiro caiu para buscar. Nos minutos finais, Vini Jr alçou Casemiro. O camisa 1 tirou de soco, antes da chegada do volante.

VAVEL Logo