Unai Emery ressalta vitória do Villarreal e declara: "Não vamos parar"
Foto: Divulgação/ Villarreal 

A história do time espanhol, que pulsa e carrega consigo a cor amarela, foi escrita, mais uma vez, na tarde dessa quinta-feira (06). La Cerámica, o estádio do Villarreal, recebeu as quartas de final de uma das competições mais aclamadas do mundo: a Champions League. Villarreal x Bayern de Munique. De um lado, um dos times tradicionais da Espanha. Do outro, um dos melhores times do Velho Continente, com 22 partidas de invencibilidade como visitante na última temporada da competição.  

Quanta Ironia por parte do futebol. Ao som de "sí, se puede", de uma torcida eufórica, sonora e vibrante, de um conceito de sobrevivência e sonho ligados e aplicados da maneira correta e na hora correta, o Villarreal não só ganhou o jogo por 1 a 0, como ensinou que, sim, sempre é possível reverter uma ideia predeterminada e fazer história de uma perspectiva incomum. 

Unai Emery, o técnico do Submarino Amarelo e um dos responsáveis pelo marco, deu entrevista à imprensa logo após o jogo. Sobre o time e os torcedores não deixou de declarar que futebol ultrapassa as barreiras da vitória e do profissionalismo e que fazer uma certa quantidade de pessoas feliz é maravilhoso. 

"Quando entramos no ônibus e vimos a ilusão de uma cidade, sentimos a responsabilidade de que eles vivessem um momento especial conosco. Futebol é sentimento, além do profissionalismo, e fazer tanta gente feliz é maravilhoso. Antes da partida eu achava que veria se conseguíamos deixá-los orgulhosos."

Ainda na entrevista, Emery enfatizou fortemente que, apesar da trajetória excelente da equipe e do bom desempenho, não deixarão de ser exigentes a fim de alcançar seu maior objetivo no momento: Chegar na semifinal da UCL contra um dos favoritos ao título. 

"Tivemos uma trajetória desde a temporada passada em que queremos ser e não ser algo anedótico. Essa parte competitiva está sendo captada pela equipe. Estamos fazendo um percurso muito bom e, ao mesmo tempo, muito exigente, mas isso nos dá muita satisfação e reconhecimento para todos. A resposta da equipe é que estamos aqui para competir e tentar chegar às semifinais contra um dos favoritos. Não vamos parar de nos alegrar com o que fizemos. Conseguimos, mas temos de ser exigentes".

Sobre o jogo de volta contra o Bayern ressaltou o quão forte a equipe se apresenta e o quão bem o time joga. Contudo, determinou que o time utilizará das técnicas disponíveis e lutará para protagonizarem e brilharem em mais uma disputa direta. 

"Haverá um pouco de tudo, sabemos que o Bayern é um time muito bom e vamos tentar usar nossos melhores recursos para brilhar no jogo e ser protagonistas como equipe."

Finalizando a entrevista, descreveu um pouco da tática utilizada pela equipe, que introduziu Lo Celso por dentro, com o Gerard mais a frente. Ainda, afirmou que jogadores mais novos devem adquirir experiência aos poucos e que esse jogo era para aqueles que apresentavam presença de campo, elogiando a atuação do time. 

"Introduzimos Lo Celso dentro e deixamos Gerard no topo e correu bem porque temos grandes jogadores. Coquelin não conseguiu ter continuidade nesta temporada, mas é um jogador de alto nível. Jogadores como Yeremy ou Chukwueze devem ganhar experiência para crescer É uma vantagem que Coquelin ou Lo Celso podem ter. Foi uma partida para pessoas com presença e os jogadores e a equipe tiveram isso".

O Villarreal, então, encara o Bayern no jogo de volta na próxima quarta-feira e objetiva alcançar um sonho da equipe e da própria torcida, que levaram um time de uma cidade de 50 mil habitantes, às quartas de final da maior competição da Europa. O Submarino é a prova de que se pode sonhar e, portanto, realizar. 

VAVEL Logo