Com 'lei do ex' em ação, Juventus bate Fiorentina mais uma vez e vai à decisão da Coppa Italia
Foto: Divulgação/Juventus FC

Com atuação pragmática, a Juventus, que havia vencido a partida de ida pelo placar mínimo, bateu a Fiorentina por 2 a 0 no jogo de volta das semifinais da Coppa Italia, nesta quarta-feira (20) e garantiu vaga à decisão. Bernardeschi e Danilo fizeram os gols da partida no Allianz Stadium, em Turim. Esta será a terceira final seguida e a sétima nas últimas oito temporadas para a Vecchia Signora.

Marca do 'ex'

Diferente da partida de ida, Massimiliano Allegri escalou a Juventus praticamente titular, com Morata e Vlahovic como dupla de ataque. No outro lado, Vincenzo Italiano, sem poder contar com os lesionados Bonaventura e Castrovilli, fez uma leve mudança no esquema tático, do 4-3-3 para o 4-2-3-1, com Ikoné e Nico González trabalhando do mesmo lado em vários momentos.

A Viola começou em cima e, logo ao 4, após dividida no alto de González com Perin, a bola sobrou para Torreira, que chutou rasteiro, mas foi bloqueado por Arthur Cabral, que acabou tirando o gol da Viola quase em cima da linha.

Depois disso, porém, a Juventus cresceu e passou a ser mais perigosa. Apesar da posse de bola alta da Viola, que ficou em 67% na etapa inicial, o time cedeu espaços em transição e viu o rival chegar com perigo. Aos 12, Vlahovic recebeu de Morata dentro da área e chutou cruzado, mas Dragowski salvou.

Já aos 28, Vlahovic recebeu em profundidade, saiu de frente para o goleiro e tentou por cobertura, mas Dragowski apareceu outra vez. Quatro minutos depois, após jogada de contra-ataque puxado pelo lado esquerdo, Alex Sandro cruzou na área, o goleiro saiu errado e Biraghi saiu parcialmente. No rebote, Bernardeschi bateu de primeira, encobriu o goleiro e fez a valer a 'lei do ex' para abrir o placar

Na reta final, a Fiorentina voltou a ocupar mais o campo de ataque e rondou a área de Perin, mesmo sem muito volume de finalizações. A melhor veio aos 40, quando Saponara insistiu para evitar a saída da bola e Arthur Cabral ficou com o rebote. O centroavante brasileiro limpou a jogada e encheu o pé, mas o goleiro defendeu.

Juve administra e amplia no fim

A Fiorentina voltou para a segunda etapa com muita posse de bola e presença no campo de ataque, mas ficou encaixotada na defesa da Juventus, que permitia a troca de passes sem ceder espaços em zonas perigosas. A boa chance veio na bola parada aos 5, quando Biraghi bateu escanteio na área e Martínez Quarta cabeceou bem, parando em bela defesa de Perin.

Sempre com alternativas no contra-ataque, a Juve por pouco não matou o confronto aos 10. Zakaria recebeu de Vlahovic dentro da área e finalizou forte cruzado, mas parou na trave. Aos 23, Rabiot chegou a marcar após cruzamento de Bernardeschi - o gol, porém, acabou anulado pelo VAR por impedimento

A Fiorentina fechou a partida com mais que o dobro de finalizações, quase 70% de posse de bola e fez alterações ofensivas, mas não conseguiu superar a defesa bem postada da Juventus, que ainda ampliou nos acréscimos. Cuadrado avançou pela direita em contra-ataque, chegou até a linha de fundo e cruzou para Danilo sacramentar a vaga da Juve na final.

Próximos compromissos

A Juventus, maior campeã da Coppa Italia, enfrenta a Internazionale na decisão no dia 11 de maio, em busca de seu 15º título na competição.

Pela Serie A, a Vecchia Signora visita na segunda-feira (25) o Sassuolo, às 15h45. A Fiorentina joga no domingo (24) às 7h30 diante da vice-lanterna Salernitana, fora de casa. Partidas no horário de Brasília.

VAVEL Logo