Federação Italiana confirma profissionalização do futebol feminino
Foto: Divulgação/FIGC

O futebol feminino deu um grande passo significativo em direção ao profissionalismo. A Federação Italiana de Futebol (FIGC) aprovou as mudanças regulatórias referentes à transição para o profissionalismo da Serie A TimVision a partir da temporada 2022-23. 

A reforma, quase dois anos após o início do seu processo, começará oficialmente em 1º de julho de 2022. O presidente da FIGC, Gabriele Gravina, pontuou que foi a primeira vez que houve a iniciativa desde a fundação da federação, em 1898.

“O processo para o futebol feminino é definitivo, enfim existem as regras que regem a atividade e o exercício do profissionalismo no futebol feminino, é um dia importante, a jornada começa no dia 1º de julho. Hoje somos a primeira federação na Itália a iniciar e implementar este importante caminho”.

No entanto, faltou pouco para o anúncio não ser adiado. Todos os clubes votaram a favor na assembleia, incluindo os representantes  dos clubes masculinos, como Juventus, Roma, Milan e etc, mas quando o assunto foi tratado no Conselho Federal os vereadores da Série A - representados por Claudio Lotito, da Lazio, Beppe Marotta, da Internazionale, e presidente da liga Lorenzo Casini - votaram contra.

Após uma discussão, Casini pediu a Gravina que votasse novamente. E, posteriormente,  a aprovação foi unânime. O presidente da Lazio, Lotito informou que "houve apenas um mal-entendido".

Gravina, por outro lado, reiterou: "Teve uma ligeira resistência da Serie A que pensou que poderia propor um possível adiamento, mas depois chegamos a um acordo porque não havia como voltar atrás. Quando você decide algo você tem que ser consistente".

Organizada desde a temporada 2018-19 pela FIGC, a Serie A TimVision se junta a outras ligas europeias, entre as quais, já possuem o profissionalismo, como Primera Iberdrola (Espanha), Frauen-Bundesliga (Alemanha), D1 Féminine (França) e Women's Super League (Inglaterra).

VAVEL Logo