Félix Sánchez destaca força da Holanda, mas avalia que Catar 'jogou em alto nível em várias ocasiões'
Foto: Divulgação/QFA

Após mais uma derrota, dessa vez para a Holanda por 2 a 0 nesta terça-feira (29), o técnico do CatarFélix Sánchez comentou sobre a participação da equipe na Copa do Mundo e seu futuro na seleção asiática. Os cataris fizeram a pior campanha de um anfitrião na história dos Mundiais, com três derrotas, um gol marcado e sete sofridos, ficando com a lanterna do grupo A, que ainda tinha Senegal e Equador.

Sánchez elogiou muito a Holanda, dizendo que eles são um dos favoritos ao título da Copa do Mundo. "Jogamos contra uma grande seleção, provavelmente uma das favoritas neste torneio. Obviamente, foi difícil para nós, mas acho que conseguimos jogar em alto nível em várias ocasiões".

O treinador também falou que o time tentou ao máximo ser competitivo, mas que a comparação de nível da Copa do Mundo, com a Copa da Ásia conquistada em 2019 pelos cataris, não pode ser feita.

"Não dá para comparar a Copa do Mundo com a Copa da Ásia conquistada em 2019. Viemos para a Copa do Mundo tentando jogar no nosso melhor nível. Queríamos ser competitivos e às vezes conseguimos".

Futuro no Catar

Ao falar do seu futuro no comando da equipe, Sánchez disse que seu futuro era esse jogo e que após isso ele ainda não sabe como será sua situação de permanência ou não no comando do país sede da Copa.

"Sobre o meu futuro, ainda não sei. Meu futuro era esse jogo, não havia nada planejado além disso. Agora tenho que pensar nisso".

VAVEL Logo