Copa América Centenário: Jamaica tentará ser a surpresa do torneio

Com atual campeão da Premier League no elenco, a Jamaica chega aos Estados Unidos para surpreender já na fase de grupos

Copa América Centenário: Jamaica tentará ser a surpresa do torneio
Jamaica bateu os Estados Unidos na semifinal da Copa Oro 2015 (Foto: Matthew Ashton - AMA/Getty Images)

Disputando a segunda Copa América de sua história, a Jamaica chega aos Estados Unidos com a esperança de ser a grande surpresa da edição Centenária. Se no Chile a campanha foi fraca e eles caíram na primeira fase, em 2016 os jamaicanos querem muito mais e contam com o incentivo extra do zagueiro Wes Morgan, atual campeão com o Leicester.

Após os últimos duelos nas Eliminatórias para a Copa do Mundo 2018, a Jamaica está na terceira colocação do Grupo B com quatro pontos, à frente apenas do Haiti. No último ano, a equipe surpreendeu o mundo ao passar por todas as fases e chegar até a grande final da Copa Oro, disputada nos Estados Unidos. Na semifinal, os jamaicanos conseguiram bater os donos da casa e favoritos norte-americanos, mas a final foi abaixo do esperado e o time acabou ficando em segundo após perder para o México.

Para a infelicidade da torcida, a Jamaica acabou caindo em um grupo complicado com os embalados México e Uruguai, e da fraca Venezuela. Buscando repetir o desempenho da Copa Oro do ano passado, os jamaicanos têm chance de surpreender e deixar um dos grandes favoritos de fora das quartas de final. Para isso, os comandados do técnico alemão Winfried Schaffer vão precisar de muita vontade e habilidade.

Atual campeão da Premier League e um dos poucos na Jamaica que disputa um campeonato concorrido, Wes Morgan, zagueiro do Leicester City desde 2012, foi referência na defesa no acesso do seu time à primeira divisão, marcou gols importantíssimos na temporada 2015-16 e ainda foi muito elogiado por Claudio Ranieri. Morgan ainda se consagrou como o primeiro jamaicano campeão da liga inglesa.

A Jamaica estreia na Copa América Centenária dia 5 de junho, em Chicago, contra a Venezuela. Dia 9, a seleção encara o México em Pasadena e encerra sua participação dia 13, em Santa Clara, contra o Uruguai.