Plaza Colonia: do amador ao título do Uruguai, um brinde ao futebol sobrevivente

Equipe de pequena cidade do interior mantém-se de portas abertas, volta à elite do Campeonato Uruguaio e o conquista em carreira memorável para história do futebol mundial

Plaza Colonia: do amador ao título do Uruguai, um brinde ao futebol sobrevivente
Vitória por 2 a 1 sobre Peñarol confirmou título na capital uruguaia (Foto: Getty Images)

Falamos muito no Leicester na Inglaterra. Pois então, o Plaza Colonia, clube da Colônia do Sacramento, cidade de apenas 26 mil habitantes, foi o campeão nacional do Uruguai.

Após seu primeiro título da elite, disputará pela primeira vez uma competição continental: a Libertadores da América ou a Copa Sul-Americana de 2017, a definir com a disputa do título geral da temporada. Isto ocorrerá exatamente em seu centenário.

O Plaza Colonia é uma agremiação fundada em 1917, mas que até o início deste presente século nem era profissional, apenas disputava torneios regionais.

Entre os destaques do Uruguai, já foi treinada pelo ex-colorado e ex-atleticano, Diego Aguirre, quando o ex-atacante iniciou a carreira de técnico, em 2002. Foi também a equipe do início do zagueiro Diego Lugano, campeão do mundo em 2005 e de volta ao São Paulo na atualidade.

O feito no Campeonato Uruguaio ocorre pelo título do Torneo Clausura, o segundo turno do Uruguai. Venceu nada mais e nada menos que o multicampeão Peñarol, em pleno estádio recém inaugurado, o Campeón del Siglo (nome em alusão às várias taças que o Peñarol somou no século anterior).

A consagração

Foto: Getty Images
Jogadores celebram conquista em que desafiaram todas expectativas e previsões (Foto: Getty Images)

A conquista começou a ser desenhada com a superação do fim da temporada de 2013. As contas do clube estavam negativas e muito falou-se em fechar as portas para evitar um acúmulo de dívidas e problemas financeiros. Quando questionados por um periódico sobre o segredo da gestão, dois diretores do Plaza, Garcia e Manta apontaram a tranquilidade do interior como uma das soluções.

Na contramão da maioria das equipes de Montevidéu, o Plaza Colonia uniu sua comunidade, ficou blindado de maiores assédios ou do grande mundo empresarial e trabalhou com as forças que detinha. Tão humilde quanto as cifras do Plaza, o discurso da direção foi de que o mate, as rodas de chimarrão firmaram os elos entre os envolvidos no projeto, da diretoria ao elenco.

A união de um projeto ergueu o Plaza da segunda para primeira divisão uruguaia. E, dentro desta elite, a epopeia absoluta de colher os frutos de um título inédito. O Plaza Colonia atinge a conquista do Clausura com rodada de antecedência e uma campanha invejável: 9 vitórias, 4 empates e somente uma derrota, para o também surpreendente Juventud de las Piedras, debutante na Copa Sul-Americana em 2015.

Vale lembrar que, no Torneo Apertura, o Plaza foi apenas o 13º entre os 16 participantes, demonstrando um poder de superação impressionante. Sob muita chuva, com a vitória por 2 a 1, o modesto Plaza Colonia garante o título antecipado do Clausura, em campanha onde derrotou Nacional e Peñarol, praticamente a dupla Gre-Nal uruguaia. Os derrotados Nacional e Peñarol concentram as maiores torcidas e as maiores rendas, estruturas e cotas televisivas, disparadamente.

O orgasmo da conquista do título uruguaio possui sob dois pontos de vista. É mais um grande feito de equipes de investimento e poderio menor. Ok. Ao mesmo tempo, nossa consciência de que cada vez são mais raros feitos admiráveis como os de Leicester e Plaza Colonia, pois o abismo é gigante.

Fica aqui nossa parabenização ao clube Patablanca. Nosso brinde, em mais uma rajada proporcionada pelo verdadeiro futebol. Este futebol que insiste, através de Leicester, Plaza Colonia e outros, a sacolejar e não permitir a quietude e a mesmice da modernidade dentro das quatro linhas.

Torcida do Plaza Colonia mostra forças contra a hegemonia de Peñarol e Nacional (Foto: Reprodução / Facebook)
Plaza Colonia mostra forças contra a hegemonia de Peñarol e Nacional (Foto: Reprodução / Facebook)