Colômbia vence Estados Unidos sem dificuldades na abertura da Copa América Centenário

Cafetones construíram fácil vitória com gols assinalados no primeiro tempo

Colômbia vence Estados Unidos sem dificuldades na abertura da Copa América Centenário
James Rodríguez marca de pênalti e garante vitória colombiana (Foto: Divulgação/Conmebol)
Estados Unidos
0 2
Colômbia
Estados Unidos: Brad Guzan; Deandre Yedlin, Geoff Cameron, John Brooks e Fabian Johnson; Jermaine Jones (Darlington Nagbe – 20’/2ºT), Michael Bradley e Alejandro Bedoya (Graham Zusi – 40’/2ºT); Gyasi Zardes, Clint Dempsey e Bobby Wood (Christian Pulisic – 20’/2ºT). Técnico: Jürgen Klinsmann.
Colômbia: David Ospina; Santiago Arias, Cristián Zapata, Jeison Murillo e Farid Díaz; Sebastián Pérez (Carlos Sánchez – 40’/2ºT), Daniel Torres, James Rodríguez (Guillermo Celis – 27’/2ºT), Juan Cuadrado e Edwin Cardona; Carlos Bacca (Dayro Moreno – 43’/2ºT). Técnico: José Perkerman.
Placar: 0-1, Cristián Zapata, 07'/1ºT. 0-2, James Rodríguez, 41'/1ºT.
ÁRBITRO: Roberto García Orozco (MEX), auxiliado por José Luis Camargo (MEX) e Alberto Morin (MEX) | Cartão amarelo: Alejandro Bedoya (EUA - 11'/2ºT)
INCIDENCIAS: Confronto válido pela abertura da Copa América Centenário 2016, realizado na noite desta sexta-feira (03), no Levi's Stadium, em Santa Clara, Califórnia/EUA.

Na abertura da Copa América Centenário, a Colômbia impôs sem dificuldades seu ritmo de jogo e venceu os Estados Unidos, donos da casa. Em jogo realizado na noite desta sexta-feira (03), no Levi’s Stadium, em Santa Clara/Califórnia, los cafetones venceram por 2 a 0. Cristián Zapata e James Rodríguez assinalaram os tentos colombianos, ainda no primeiro tempo.

As equipes esperam o resultado do confronto entre Costa Rica x Paraguai para saberem as reais posições na tabela de classificação do grupo A. A próxima rodada será realizada na terça-feira (07). Os Estados Unidos medem forças contra a Costa Rica no Soldier Field, em Chicago, às 21 horas. Um pouco mais tarde, às 23h30, a Colômbia mede forças contra o Paraguai, no Rose Bowl, em Pasadena/Califórnia.

Colômbia constrói vantagem no primeiro tempo

A partida começou intensa, sob o calor californiano de 32° no início da noite. Aos quatro minutos, os Estados Unidos tentaram atacar pela primeira vez. Zardes passou pela marcação, avançou em velocidade pela direita e tentou acionar Wood na área, mas a bola dividida ficou com o goleiro Ospina. Quando a Colômbia partiu para o ataque, mostrou que colocaria a qualidade técnica em evidência para construir a vitória. Aos sete minutos, Cardona cobrou escanteio no meio da área, Zapata apareceu por trás da defesa e bateu de primeira para marcar o primeiro gol da Copa América Centenário.

A abertura do placar deixou os colombianos em situação completamente favorável para todo o confronto. No minuto depois do gol, Cuadrado avançou pela direita, fez belo drible na entrada da área e passou para Daniel Torres. O volante cruzou rasteiro e a zaga afastou antes que a jogada pudesse levar mais perigo. Aos 15, nova oportunidade dos cafetones. Cardona passou pelos marcadores no lado esquerdo de ataque e tocou para Pérez. O meia emendou um forte chute e o goleiro Guzan fez segura defesa.

Só dava Colômbia em todo o jogo. Aos 21 minutos, James Rodríguez inverteu o jogo e Cardona dominou a pelota. O meia encontrou uma brecha na marcação e finalizou para nova defesa do goleiro estadunidense. A primeira oportunidade dos ianques aconteceu aos 24 minutos. Em cobrança de falta, Michael Bradley jogou a bola na área e Jermaine Jones desviou de cabeça, sem perigo para Ospina. Os Estados Unidos encontraram um método de alcançar a meta: arriscar nos chutes de fora da área. Aos 35 minutos, Zardes passou por dois marcadores e tocou para Clint Dempsey. O destaque da seleção arriscou de canhota de longe e assustou Ospina.

Quando os anfitriões passaram a gostar do jogo, a Colômbia voltou ao ataque e mostrou frieza ao ampliar a vantagem. James Rodríguez tocou para Díaz na esquerda e o lateral cruzou na área. A bola bateu na mão de Yedlin e a arbitragem assinalou penalidade máxima. Na cobrança, o camisa 10 e principal jogador colocou a bola no canto oposto de Guzan e marcou o segundo gol colombiano.

Segundo tempo movimentado, mas sem gols

Os Estados Unidos não queriam ser o primeiro anfitrião a perder na estreia da Copa América desde 2007, na Venezuela. Por isso, o time norte-americano partiu para cima e tentou furar o bloqueio colombiano, mas não tinha objetividade, além da marcação adversária atrapalhar os planos dos comandados de Jürgen Klinsmann. Tanto que a Colômbia levou perigo na etapa complementar. Aos cinco minutos, Cardona recebeu no meio de campo, girou e bateu de fora da área. Guzan deu rebote, Cuadrado tentou chegar, mas Cameron salvou os ianques.

Os norte-americanos chegaram com perigo aos 14 minutos. Após cobrança de escanteio executada por Bradley, Clint Dempsey subiu sozinho e desviou no canto esquerdo de Ospina. Com o arqueiro batido, Sebastián Pérez salvou em cima da linha e manteve o gol tricolor intransponível. Quatro minutos depois, Dempsey cobrou falta com muita categoria, no ângulo, e Ospina saltou para fazer bela defesa.

Toda vez que a Colômbia chegava, levava muito perigo. E os tricolores aproveitavam os contra-ataques para tentar aumentar a vantagem imposta na rodada inicial. Aos 23, James Rodríguez costurou pela esquerda, Pérez inverteu o jogo para Cuadrado. O meia dominou na direita e acionou Carlos Bacca na área. O atacante bateu de primeira, mas a pelota bateu na defesa e foi pela linha de fundo. Aos 31, Bacca entrou sozinho na área, ajeitou o corpo para finalizar de forma precisa e finalizou. A bola bateu no travessão e foi para fora.

Os Estados Unidos responderam aos 33 minutos e tentaram marcar o gol de honra. Bedoya fez boa jogada e tocou para Dempsey. O atacante entrou na área, mas bateu desajeitado com a canhota. A Colômbia tentou o terceiro gol aos 43, quando Cardona pegou a sobra e bateu de primeira, fora da área. Guzan defendeu no meio da meta.