No último amistoso antes da Eurocopa, Bélgica bate Noruega em jogo de viradas

Vinda de uma partida fraca contra a Finlândia, seleção belga toma susto, mas vence e chega com confiança para a estréia do campeonato europeu, contra a Itália

No último amistoso antes da Eurocopa, Bélgica bate Noruega em jogo de viradas
(Foto: John Thys/Getty Images)
Bélgica
3 2
Noruega
Bélgica: Courtois; Lukaku, Vertonghen, Alderweireld, Denayer (Lauren Ciman); Nainggolan, Witsel (Fellaini), Hazard (Dembélé), De Bruyne, Mertens (Origi); Lukaku.
Noruega: Nyland; Aleesami, Forren, E. Hovland, J. Svensson; S. Johansen (Jenssen), Selnæs ( I. Fossum), Henriksen; Diomande ( Valon Berisha), J. King (Sørloth), Veton Berisha ( S. Strandberg).
Placar: 1-0, min. 3, Lukaku. 1-1, min, 21, King. 1-2, min. 48, Berisha. 2-2, min. 70, Hazard. 3-2, min. 73, Ciman.
ÁRBITRO: Tobias Stieler (ALE) Cartões Amarelos: Lukaku (min. 77), Svensson (min. 78).
INCIDENCIAS: Partida amistosa, disputada no King Baudouin Stadium, em Bruxelas, na Bélgica.

No terceiro e último amistoso antes do início da Eurocopa 2016, a Bélgica bateu a Noruega, em Bruxelas, pelo placar de 3 a 2 na tarde deste domingo (5). Lukaku, Ciman e Hazard marcaram para os Red Devils, enquanto que King e Berisha balançaram a rede para os visitantes. Agora, os belgas viajam para a França e se concentram para o início da Eurocopa, enquanto que os escandinavos só voltam a campo pela seleção nacional nas eliminatórias para a Copa da Rússia, em setembro.  

Os belgas iniciam os trabalhos na competição continental contra a Itália, no próximo dia 13, em Lyon. Completa os trabalhos no grupo E contra Irlanda (dia 18) e Suécia (dia 22). Em suas duas últimas partidas, também amistosas, a seleção belga acumulou uma vitória contra a Suíça, e um empate diante da Finlândia.   

Início com aparência "fácil" para os belgas

Não demorou muito para que o primeiro gol da partida saísse e deixasse no ar uma impressão de que seria um jogo fácil. Aos 3 minutos, em uma falha de marcação da Noruega, Romelu Lukaku invadiu a área e chutou em direção ao gol para abrir o placar para os donos da casa. 1-0 para a Bélgica, que precisava vencer para chegar confiante à sua estréia na Euro, e até o momento mostrava-se na direção certa. A pressão belga continuou até que aos 12' veio uma nova chance de gol, com Witsel. Em seu primeiro chute na partida, o meia acabou mandando a bola para fora, bem ao lado do gol.

Com o passar dos minutos, o rendimento da seleção belga foi caindo, o que fez com que a partida chegasse a um equilíbrio entre as duas equipes. E então, aos 22 minutos do primeiro tempo, veio o castigo para os Red Devils. Em uma falha de Nainggolan no meio de campo, a equipe adversária mountou o contra-ataque com
Johansen, que deu passe para Joshua King empatar o jogo. Mais uma vez, tudo igual no King Baudouin Stadium. E a tentativa de reação norueguesa não acabou por ai, já que aos 41' Veton Berisha após vencer a defesa belga dentro da área, obrigou o goleiro Courtois a fazer a defesa mais dificíl da partida. 

O arbitro deu apenas um minuto de acréscimo na etapa inicial, mas não houve mudanças no pracar e, mesmo com a igualdade no placar, a equipe norueguesa mostravasse superior em volume do jogo, e bem mais próxima de conquistar o segundo gol que a equipe belga.

Susto no início da segunda etapa e reação dos donos da casa

O retorno para o segundo tempo foi totalmente oposto ao início do jogo. Se o início dos Red Devils foi avassalador e premiado com um gol logo que a bola rolou, também aos 49' (ou 3 minutos, só que do segundo tempo), após boa defesa de Nyland em chute de Witsel, os noruegueses inverteral o lado da bola e Berish, que quase virou o jogo no fim da primeira etapa, pegou Courtois desprevinido, mandando a bola para o fundo da rede. O jogo virou, e agora o placar de 2x1 favorecia a equipe visitante, para um certo desespero dos belgas.

Com o susto causado pelo segundo gol, a Bélgica tentou voltar a pressionar seus adversários, porém nenhum lance surtia o efeito necessário. Então, no minuto 58, Marc Wilmots decidiu fazer a primeira alteração na equipe: tirou o meia Witsel para dar lugar a Fellaini, que retornava de lesão e é um dos atletas a disputar posição no concorrido meio de campo desta seleção. O jogo voltou a ser equilibrado, o que foi uma surpresa considerando a diferença do nível de jogo que existe entre as duas seleções. Com esta percepção, o treinador belga fez uma segunda modificação, retirou de campo Denayer para dar lugar a Ciman. Também na intenção de mudar a cara do jogo, Per-Mathias Høgmo, técnco da Noruega, substituiu Diomande pelo meia Valon Berisha (irmão de Veton Berisha, autor do segundo gol da partida).

As alterações do lado dos donos da casa ajustaram o time, fazendo com que ao 70 minutos, com um passe de De Bruyne, Eden Hazard ficasse a apenas dois toques do goleiro e devolvesse a igualdade para o placar. O gol devolveu a inspiração belga, que novamente aos 74' trouxe perigo à área adversária, e aos 75' Lauren Ciman virasse o jogo e fechasse o placar a favor de sua seleção, 3-2 para a Bélgica no último amistoso antes do campeonato europeu. Nos quinze minutos finais, Mertens e Hazard foram substituidos por Origi Dembele, e do lado noruegues Joshua King saiu para a entrada de Alexander Sorloth; mas o plancar se manteve, dando aos belgas confiança para a estréia no dia 13, contra a Itália, na Eurocopa.