Venezuela vence Jamaica pelo placar mínimo em jogo movimentado

Vinotinto se aproveita de vantagem numérica e administra placar conquistado na primeira etapa

Venezuela vence Jamaica pelo placar mínimo em jogo movimentado
(Foto: Latin Content/STR/Getty Images)
0
1
0: Jamaica: Blake; Watson (Binns, min. 87), Mariappa, Jermaine Taylor, Lawrence (Morgan, min. 39); Michael Hector (Willianson, min. 77), Austin, McAnuff, McCleary; Donaldson e Barnes Técnico: Winfried Schäfer
1: Dani Hernández; Rosales, Vizcarrondo, Wilker Ángel, Feltscher; Tomás Rincón, Figuera, Alejandro Guerra (Alexander Gonzáles, min. 90), Seijas (Otero, min. 84), Josef Martínez (Peñaranda, min. 76); Rondón Técnico: Rafael Dudamel
Placar: 0-1, min. 15, Josef Martínez.
ÁRBITRO: Árbitro: Victor Carrilo (Peru) Cartões Amarelos: Venezuela: Figueira (min. 46), Vizcarrondo (min. 76) Jamaica: Mariappa (min. 91) Cartão Vermelho: Jamaica: Austin (min. 23)
INCIDENCIAS: Partida válida pela fase de Grupos da Copa América Centenário 2016

Nesse domingo (5), o Soldier Field em Chicago foi o local do emparelhamento entre Jamaica e Venezuela pela 1ª rodada do grupo C da Copa América Centenário 2016. E em jogo com muitas oportunidades para ambos os times, a Venezuela se aproveitou de ter um homem a mais desde a metade do primeiro tempo, para vencer por 1 a 0 com gol de Josef Martínez.

Com a vitória a seleção Vinotinto chegou aos três pontos e ocupa temporariamente o primeiro lugar da chave, já a seleção do Caribe fica sem pontuação ocupando a lanterna do grupo.

Na próxima rodada a Venezuela encara o Uruguai no dia (09) às 20h30 na Filadélfia. Enquanto a Jamaica pega no mesmo dia, às 23h, o México no Rose Bowl.

Jamaica e Venezuela tem boas chances em jogo franco

A seleção Jamaicana começou a partida encarando de igual pra igual, o seu rival, tanto que a primeira boa chance foi justamente do time do Caribe aos 10 minutos quando Donaldson recebeu na entrada da área e finalizou para segura defesa de Hernández. Na sequência do lance, Watson cabeceou firme e a pelota bateu no travessão venezuelano.

A reposta vinotinto veio em grande estilo com Guerra dando boa enfiada para Josef Martínez que fez tocou na saída de Blake para abrir o placar. A Venezeula tendo um homem a mais após a expulsão de Austin, aos 28 Rosales fez boa jogada pela direita corta dois defensores e bateu de canhota com Blake mandando pra escanteio.

Na reta final do primeiro tempo, a seleção Vinotinto apenas administrava a vantagem e o adversário caribenho teve uma chance de bola parada aos 47 com Taylor cabeceando pro gol e obrigando Hernández a ótima intervenção que garantiu o 1 a 0 para a Venezuela.

Jamaica tenta voltar pro jogo e Venezuela busca cadenciar o ritmo

Logo após a volta dos vestiários a seleção caribenha teve boa oportunidade, aos três minutos Hector mandou uma bola colocada na trave. A Venezuela só foi ter uma chance com 16 minutos Rondón faz boa enfiada para Martínez que finalizou mascado e facilitou o trabalho do arqueiro jamaicano.

Com 22, McCleary cruzou para McAnuff que mandou pra fora desperdiçando boa chance de igualar o marcador. Com 25 em bola parada a Vinotinto voltou a assutar com Ángel que cabeceou para ótima defesa de Blake, no rebote Rondón mandou pra fora. Seguindo a linha do lá e cá, após bate e rebate a pelota sobrou em Watson que mandou por cima da meta.

Na reta final do confronto, o conjunto Jamaicano foi para o tudo ou nada e aos 37 Mariappa subiu mais alto que a marcação após cobrança de escanteio e forçou Hernández a bela ponte encaixando a bola sem rebote. No final do jogo a Venezuela apenas administrou o resultado, que ficou mesmo em 1 a 0 para a Vinotinto.