James Rodríguez brilha, Colômbia vence Paraguai e se classifica às quartas na Copa América

Capitão colombiano deu assistência, distribuiu canetas e ainda deixou sua marca na segunda vitória consecutiva da Tricolor

James Rodríguez brilha, Colômbia vence Paraguai e se classifica às quartas na Copa América
Colombianos seguem contagiando os EUA (Foto: Frederic J. Brown/ Getty Images)
Colômbia
2 1
Paraguai
Colômbia: OSPINA; ARIAS, ZAPATA (MINA, MIN.89), MURILLO, DÍAZ, PÉREZ (CELIS, MIN.58), TORRES, CUADRADO (MORENO, MIN.86), RODRÍGUEZ, CARDONA, BACCA.
Paraguai: VILLAR; VALDEZ, GÓMEZ, PAULO DA SILVA, SAMUDIO; ALMIRÓN, DA MOTTA (AYALA, MIN.45), ORTÍZ, ROMERO; LEZCANO (SANABRIA, MIN.77), EDGAR BENÍTEZ (JORGE BENÍTEZ, MIN.45).
Placar: 1-0, MIN.11, BACCA, 2-0, MIN.29, JAMES RODRÍGUEZ, 2-1, MIN.70, AYALA.
ÁRBITRO: HÉBER ROBERTO LOPES. MURILLO (MIN.45), ÓSCAR ROMERO (MIN.80), ÓSCAR ROMERO (MIN.81).
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA SEGUNDA RODADA DO GRUPO A NA COPA AMÉRICA CENTENÁRIO. REALIZADO NO ESTÁDIO ROSE BOWL, NA CALIFÓRNIA, NOS ESTADOS UNIDOS.

No início da madrugada desta quinta-feira (8) a Copa América Centenário conheceu o seu primeiro classificado às quartas de finais. A Colômbia garantiu sua vaga ao vencer o Paraguai por 2 a 1 no Estádio Rose Bowl. Carlos Bacca e James Rodríguez garantiram a vantagem colombiana ainda na primeira etapa. Ayala, que havia entrado no intervalo, diminuiu para os albirrojos.

A vitória deixou a equipe colombiana com seis pontos ganhos no Grupo A, já que os comandados de José Pékerman já haviam vencido o anfitrião Estados Unidos na estreia. Com uma classificação bem mais tranquila se comparada a da última edição da Copa América, a Tricolor agora decide a liderança do grupo na última rodada, diante da Costa Rica que ainda sonha com uma classificação, mesmo após a goleada sofrida para os EUA nesta segunda rodada.

Semi-finalista no Chile em 2015, o Paraguai parece ter sentido a ausência de Lucas Barrios em solo norte-americano. A equipe ficou apenas no empate diante da seleção costarriquenha na estreia, e agora com apenas um ponto conquistado, terá que vencer os donos da casa na última rodada para não ser eliminado na primeira fase, e ainda torcer por um tropeço da Costa Rica diante da Colômbia.

James Rodríguez comanda as ações da Tricolor

O começo de partida foi com um número muito acima do comum de erros de passe. Uma cotovelada forte de Torres em cima de Óscar Romero foi o primeiro lance de impacto da partida. Atento ao lance, Héber Roberto Lopes interrompeu a partida no mesmo instante, solicitando a entrada da equipe médica da Colômbia. Contudo, o atleta do Racing da Argentina se recuperou rapidamente. A primeira finalização da partida foi aos quatro minutos com Cardona, mas completamente sem direção. Três minutos depois veio o primeiro lance de perigo. James Rodríguez arriscou de fora da área e preocupou Villar. Pouco tempo depois, o camisa 10 cobrou escanteio com uma curva fantástica, a bola encontrou Carlos Bacca dentro da área que cabeceou forte no centro da meta paraguaia para inaugurar o marcador.

A primeira chegada dos paraguaios ocorreu somente aos 15', quando Paulo Da Silva completou de cabeça uma cobrança de escanteio de Lezcano, mas sem levar perigo a meta de Ospina. No lance seguinte, os colombianos aproveitaram bem o contra-ataque, e por pouco James não ampliou com uma finalização na entrada da área, mas Villar espalmou.

Mesmo com grandes dificuldades na armação, o Paraguai melhorou bastante após ficar atrás no placar. A equipe seguia "aos trancos e barrancos" avançando ao ataque, mas sem conseguir uma chance clara para igualar. Do outro lado, a Colômbia recuou a sua linha de meio campo e aproveitou os contra-ataques, principalmente na velocidade de Cuadrado e James Rodríguez. Aos 22' mais um forte choque paralisou a partida. Desta vez Villar e Murillo trombaram após cobrança de falta. 

Sem dúvidas o nome da primeira etapa foi James Rodríguez. O capitão e camisa 10 da Tricolor comandava os contra-ataques da equipe, além de aplicar diversos lances de efeito que levantaram a torcida no Rose Bowl em diversos momentos. Aos 29' Bacca arrancou em velocidade após falha na saída de bola do Paraguai, tocou para Cardona que acabou se complicando no lance com a zaga adversária, a bola acabou encontrando James Rodríguez na ponta esquerda, o craque finalizou rasteiro e cruzado e ampliou o placar para os colombianos.

Ficando com uma situação ainda mais complicada na competição o Paraguai resolveu se lançar ainda mais ao ataque. A equipe até chegou a diminuir na primeira etapa. Paulo Da Silva tocou de cabeça e contou com uma falha de Ospina, mas para a sorte do goleiro o lance já estava paralisado, corretamente com impedimento. Antes do intervalo, Lezcano cobrou com veneno a falta pelo lado direito do ataque, a bola passou por todo o mundo e parou em Ospina, na primeira grande defesa do arqueiro no jogo. Em seguida, Murillo fez falta na entrada da área. Novamente Lezcano foi para a bola e carimbou o travessão de Ospina.

Decisivo pelo Milan na última temporada, Bacca balançou as redes pela primeira vez na Copa América (Foto: Frederic J. Brown/ Getty Images)

Fim da intensidade e Colômbia administrando a classificação

A Colômbia foi claramente muito superior com a bola nos pés, mas a forte marcação dos paraguaios incomodava bastante a Tricolor. A principal dificuldade da equipe albirroja era a mesma da partida anterior: a falta de um altleta de criação. Óscar Romero era o altleta que mais se movimentava em campo, mas não obtinha uma grande qualidade na distribuição de passes.

Por este motivo, os paraguaios voltaram do intervalo com duas mudanças: Jorge Benítez e Ayala entraram nas vagas de Edgar Benítez e Da Motta, respectivamente. Logo nos primeiros minutos, o árbitro brasileiro assinalou penalidade em cima de Váldez, entretanto, o defensor estava em posição irregular, suspendendo a decisão inicial de Héber Roberto Lopes.

A segunda etapa com o tempo foi se tornando toda do Paraguai. Aos 61' Ospina brilhou mais uma vez. Óscar Romero subiu mais alto após cobrança de escanteio, o jovem atacante cabeceou perfeitamente, no ângulo, mas o goleiro colombiano "voou" para fazer uma belíssima defesa. Igualmente a Seleção Paraguaia, a Colômbia também teve um gol anulado, e mais uma vez corretamente. James encontrou Bacca na área, o atacante tocou para o fundo das redes, mas em posição irregular.

No lance seguinte, a bola foi para as redes novamente, mas na do outro lado, e desta vez em posição legal. Ayala diminuiu o marcador com uma pintura ao finalizar de fora da área. Foi o melhor momento albirrojo no confronto. Porém aos Óscar Romero acabou prejudicando toda a equipe em apenas dois minutos. Com dois lances isolados o garoto tomou dois cartões amarelos consecutivos, e acabou deixando a equipe com um a menos. Mesmo assim, a última chance da partida foi paraguaia. Samudio após um bate e rebate dentro da área finalizou no canto da meta de Ospina, a bola passou pelo arqueiro, mas não por Murillo, que afastou em cima da linha.

Ayala entrou e melhorou muito a equipe de Ramón Díaz (Foto: Federic J. Brown/ Getty Images)