Tabárez explica Suarez no banco: "Não podemos botar um jogador não totalmente recuperado"

Técnico do Uruguai afirmou que vitória da Venezuela foi justa e justificou não utilização do atacante do Barcelona no duelo

Tabárez explica Suarez no banco: "Não podemos botar um jogador não totalmente recuperado"
Tabárez preferiu não optar por Luis Suarez e atacante teve momento de ira no banco de reservas (Foto: Getty Images)

O técnico do Uruguai, Óscar Tabárez conversou com a imprensa após a eliminação da seleção Celeste da Copa América Centenário. Nos Estados Unidos, duas derrotas, a primeira para o México e a segunda para Venezuela na noite desta quinta-feira (9), complicaram completamente a situação uruguaia.

"Foi uma partida que nos custou a eliminação", disse Tabárez sobre a derrota para os venezuelanos. No primeiro tempo, Rondón aproveitou rebote de Muslera junto ao travessão e, da pequena área, completou para as redes para definir o único gol do jogo. O Uruguai de Edinson Cavani não conseguiu reagir para empatar e seguir vivo.

"Eu creio que o triunfo da Venezuela foi justo", prosseguiu o treinador uruguaio. Dentro do jogo, as alternativas da Celeste passaram por Lodeiro no meio de campo e, a mais aguardada, a entrada de Luis Suarez, não ocorreu.

De fora, Luisito chegou a perguntar se entraria no jogo, com a possibilidade de decidir, mas sua oportunidade em campo foi negada. Revoltado, o jogador disparou um soco ao banco de reservas e não aceitou a decisão da comissão técnica.

"Mesmo que se enoje (Luis Suarez), não podemos botar um jogador não recuperado totalmente", acrescentou Tabarez na coletiva de imprensa. Dessa forma, o treinador uruguaio justificou o não ingresso do atacante do Barcelona durante as possibilidades de classificação do país oriental ao Rio da Prata.

O Uruguai encerrará sua participação, já eliminado, diante da mais frágil seleção da Jamaica. A última rodada marcará a briga pela liderança entre México e Venezuela, ambos com seis pontos e 100% de aproveitamento, e a briga por um terceiro posto, para encerrar com chave de ouro, por assim dizer, entre uruguaios e jamaicanos.

O duelo de encerramento à Celeste será na segunda-feira (13), às 23h00, no horário de Brasília, no estádio de Santa Clara, na Califórnia.