Vargas e Sánchez marcam duas vezes, Chile vence Panamá e avança na Copa América

Apesar das falhas do goleiro Bravo, chilenos conseguem segurar Panamá, vencem por 4 a 2 e seguem na Copa América Centenário

Vargas e Sánchez marcam duas vezes, Chile vence Panamá e avança na Copa América
Chile comemora gol sobre o Panamá (Foto: DON EMMERT/AFP/Getty Images)
Chile
4 2
Panamá
Chile: Claudio Bravo; Isla, Medel (Enzo Roco, 44'/2ºT), Jara e Beaunsejour (Edson Puch, 15'/2ºT); Marcelo Díaz, Aranguíz e Vidal (Pablo Hernández, 44'/2ºT); Fuenzalida, Vargas e Alexis Sánchez.
Panamá: Jaime Penedo; Adolfo Machado, Cummings, Roderick Miller e Luís Henríquez; Gabriel Gómez, Camargo, Amílcar Henríquez e Alberto Quintero (Buitrago, 25'/2ºT); Nurse (Abdiel Arroyo, intervalo) e Luis Tejada (Gabriel Torres, intervalo).
Placar: Camargo, 5'/1ºT (0-1); Vargas, 14'/1ºT (1-1); Vargas, 42/1ºT (2-1); Alexis Sánchez, 4'/2ºT (3-1); Arroyo, 29/2ºT (3-2); Alexis Sánchez, 43'/2ºT (4-2)
ÁRBITRO: Roddy Zambrano (ECU)
INCIDENCIAS: PARTIDA A SER REALIZADA NO LINCOLN FINANCIAL FIELD, PELA ÚLTIMA RODADA DA FASE DE GRUPOS DA COPA AMÉRICA CENTENÁRIO 2016.

Na luta pela última vaga do Grupo D, deu Chile. Apesar de começar na frente, o Panamá não conseguiu segurar a velocidade chilena, levou a virada e acabou derrotado no Lincoln Financial Field, na Filadélfia. Com esse resultado, os vencedores avançam para a próxima fase e enfrentam o México, já os panamenhos voltam direto para casa.

Vindo de vitória polêmica por 2 a 1 sobre a Bolívia, o Chile sabia que precisava vencer se quisesse convencer que merecia a vaga. Já o Panamá chegava destruído pela goleada sofrida contra a Argentina, que, com três gols de Messi, fez 5 a 0 nos panamenhos.

A partida poderia ter tomado um rumo diferente se não fosse pelo poder de reação do ataque chileno. Enquanto Vidal, Sánchez e Vargas infernizavam a vida dos defensores do Panamá, o goleiro Claudio Bravo quase entregou o resultado nos pés dos adversários. Concedendo dois gols em falhas grandes, o jogador do Barcelona acabou sendo o ponto fraco em campo.

Vencedores, os chilenos passam para as quartas de final da Copa América Centenário e já tem novo desafio no próximo dia 18, quando enfrentam o México no Levi's Stadium, em Santa Clara. Já o Panamá terá que voltar para seu país, mas pode dizer que lutou até o fim.

Panamá abre o placar, mas leva virada com dois de Vargas

Os primeiros toques panamenhos na bola acabaram sendo o grande problema chileno na noite. Logo aos 5 minutos, o Panamá chegou com tudo e, após chute muito longo de Camargo, viu Bravo falhar feio e levar um gol inacreditável, deixando o 1 a 0 no placar.

Em seguida, o Chile já voltou para o jogo sabendo que não poderia perder tempo, pressionando bastante até chegar ao gol de empate. Aos 14 minutos, Sánchez finalizou, o goleiro Penedo espalmou e Eduardo Vargas fez seu trabalho, mandando a bola para o fundo da rede e colocando o 1 a 1 no marcador.

Com o empate, foi difícil segurar as investidas chilenas, mas o goleiro Jaime Penedo quase saiu ileso. Muito pressionado e fazendo grandes defesas, o jogador panamenho foi acionado diversas vezes, conseguindo segurar todas até o último lance antes do intervalo, quando viu Beausejour cruzar e Vargas virar o placar.

Segunda etapa com domínio chileno e mais gols

Os 45 minutos finais foram marcados por um grande domínio do Chile. Se o Panamá surpreendeu no início, logo não conseguiu mais sair para o jogo e viu os jogadores chilenos partirem para cima, dando cada vez mais trabalho a Penedo.

Se Vargas começou a não aparecer mais nas jogadas, coube a Alexis Sánchez finalizar o trabalho chileno no Lincoln Financial Field. Já aos 4 minutos, após cruzamento certeiro, Sánchez recebeu e mandou um golaço de primeira, marcando o 3 a 1 logo no início.

Penedo seguiu tendo vida difícil e evitando mais um vexame do Panamá, mas viu seus comapanheiros terem poucas chances no ataque. Entretanto, aos 29 minutos, Abdiel Arroyo, que havia entrado no intervalo, subiu e deu uma cabeçada na bola, contando com uma enorme ajuda de Bravo para deixar o placar em 3 a 2 e a esperança panamenha por uma reação.

Porém, apesar do gol nada mudou e o Chile seguiu partindo para o ataque. Aos 43 minutos, Alexis Sánchez novamente não desperdiçou e, de cabeça, fez o quarto chileno, encerrando o placar e marcando a grande atuação de sua seleção.