Em jogo movimentado, Romênia e Suíça empatam no Parc des Princes

Equipes fazem jogo de alta intensidade, mas ficam apenas no empate; romenos precisam da vitória na última rodada, enquanto suíços jogam por nova igualdade diante dos anfitriões

Em jogo movimentado, Romênia e Suíça empatam no Parc des Princes
Foto: Shaun Botterill/Getty Images
Romênia
1 1
Suíça

Em partida que poderia definir o futuro antecipado na fase de grupos da Eurocopa 2016, Romênia e Suíça duelaram no Parc des Princes, em Paris, nesta quarta-feira (15). O confronto foi movimentado e com muitas finalizações a gol, porém as equipes ficaram no empate em 1 a 1. Stancu marcou a favor da seleção romena, de pênalti, enquanto que Mehmedi descontou para a helvética.

O resultado deixou os tricolores na 3ª posição, com apenas um ponto ganho, precisando vencer a Albânia no próximo domingo (19) às 16h, em Lyon, no Stade de Lumière. Já os suíços precisam de novo empate para se garantirem nas quartas de final, contudo encaram a anfitriã França, no mesmo dia e horário, em Lille, no estádio Pierre-Mauroy.

Precisando dos três pontos para se garantir na próxima fase, a Suíça começou em cima mas, assim como na partida com a Albânia, pecou nas finalizações. A primeira veio com Seferovic, que recebeu na área e se livrou da marcação, chutando com muito perigo. Pouco depois, o centroavante entrou livre, porém arrematou em cima de Tatarusanu.

Como quem não faz, leva, a Romênia marcou na primeira boa chance que teve. Lichtsteiner puxou a camisa de Chipciu dentro da pequena área e o árbitro apontou para a marca da cal. Stancu, com categoria, tirou do alcance de Sommer e abriu o placar na capital francesa. Dois minutos depois, o zagueiro Schär chutou de longe e o goleiro romeno fez boa intervenção.

Apesar do bom momento ser favorável aos suíços, os tricolores foram quem tiveram duas boas oportunidades de ampliar. Chipciu invadiu pela esquerda, limpou a marcação e bateu cruzado muito próximo à meta. Depois de boa cobrança de falta, a bola sobrou com Sapuranu, que arrematou e acertou a trave. Na reta final, Dzemaili completou bom cruzamento e cabeceou assustando, sem acertar a barra.

Na etapa final, Iordanescu promoveu a entrada de Hoban na vaga de Pintilli, buscando dar mais ofensividade à equipe. Logo no primeiro minuto em campo, o meia ficou com o rebote dentro da área, bateu cruzado e quase fez o segundo gol. Depois, Torje chutou atravessado e Djourou ia marcando contra o próprio patrimônio.

O futebol, se mostrando injusto como sempre é, fez com que o feitiço virasse diante do feiticeiro. Depois de boa cobrança de escanteio na pequena área, a bola ficou com Mehmedi, que encheu o pé e marcou um belo gol, deixando tudo igual. Sentindo necesssidade de melhorar o setor de ataque, Petkovic colocou Embolo na vaga de Seferovic. Na primeira chance, o atleta completou levantamento de Lichtsteiner e assustou o camisa 1 adversário. Do meio para o fim, os dois lados até tentaram criar, entretanto não foram objetivos.