Bélgica vence Suécia, se classifica às oitavas e aposenta Ibrahimovic da seleção

Em partida que valia a classificação de ambas as equipes, a Bélgica pressionou e sagrou-se vitoriosa sobre os suecos

Bélgica vence Suécia, se classifica às oitavas e aposenta Ibrahimovic da seleção
(Foto: Emmanuel Dunand/AFP)
Suécia
0 1
Bélgica
Suécia: Andreas Isaksson; Andreas Granqvist, Erik Johansson, Victor Lindelof, Martin Olsson; Kim Källström, Albin Ekdal, Sebastian Larsson (Jimmy Durmaz), Emil Forsberg (Erkan Zengin); Zlatan Ibrahimovic, Marcus Berg (John Guidetti).
Bélgica: Thibaut Courtois; Thomas Meunier, Toby Alderweireld, Thomas Vermaelen, Jan Vertonghen; Axel Witsel, Radja Nainggolan; Eden Hazard (Origi), Kevin De Bruyne, Yannick Ferreira Carrasco (Dries Mertens), Romelu Lukaku (Christian Benteke).
Placar: 0-1, min. 86, Nainggolan.
ÁRBITRO: Felix Brych (ALE) Cartões Amarelos: Meunier (min. 30), Ekdal (min. 33), Erik Johansson (min. 36), Witsel (min. 46).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 3ª e última rodada da fase de grupos da Eurocopa 2016, disputada no Allianz Riviera, em Nice, na França.

A fase de grupos da Eurocopa chegou ao fim. Com o Grupo E fechando a primeira etapa do torneio, a Bélgica derrotou a Suécia pelo placar mínimo, e acabou eliminando a seleção do atacante Ibrahimovic. O belíssimo gol foi marcado por Nainggolan quase no fim da partida, no Allianz Riviera, na cidade de Nice.

A partida desta quarta-feira (22) colocava em jogo o avanço na competição de uma das equipes, enquanto a líder do grupo que já havia vaga garantida, Itália, enfrentava a Irlanda, no Stade Pierre-Mauroy. No fim, três seleções do grupo chegaram a próxima fase, sendo a terceira seleção qualificada como uma das melhores terceiras colocadas da competição.

LEIA MAIS: Eurocopa define oitavas com campeões mundiais em 'lado da morte'

Chegando na segunda colocação da chave, a vitória levou a Bélgica á casa dos seis pontos, empatada com a Itália inclusive no saldo de gols. Nas oitavas de final, os Red Devils enfrentarão a Hungria, no domingo (26), no Stadium Municipal de Toulouse. A Suécia, com a eliminação, volta para casa com apenas 1 ponto conquistado, dependendo das eliminatórias para se classificara para a próxima Copa do Mundo, em 2018.

LEIA MAIS: Ibrahimovic anuncia aposentadoria da Seleção Sueca e não disputa Olimpíada do Rio

Jogo truncado e pressão belga 

Com um início agitado, a Bélgica dominou os primeiros minutos da partida mas, mesmo criando oportunidades, não conseguiu convertê-las. Aos cinco minutos, veio a primeira chance da Suécia pelos pés de Berg, que pegou a sobra de bola na marca do pênalti e chuta de voleio, Courtois fez a defesa. Com Carrasco, os belgas ainda tentaram o contra-ataque, mas o jogador errou o cruzamento, desperdiçando mais uma oportunidade. Os Red Devils eram pura pressão, enquanto os suecos encontravam uma oportunidade ou outra para tentar abrir o placar. 

Aos 22 minutos, em uma das jogadas de perigo encontradas com dificuldade pela Suécia, que precisava da vitória para avançar para as oitavas da Euro, Ibrahimovic recebeu passe de Forsberg  dentro da área, dominou e bateu forte, mas a bola explodiu em Alderweireld, voltando ao controle da Bélgica. Apesar do domínio belga, as equipes se encontravam equilibradas quanto ás finalizações. No minuto 25, Hazard fez bela jogada, costurou da esquerda para dentro e tocou para De Bruyne, que parou nas mãos do goleiro Isaksson. A seleção suéca tentou responder logo em seguida com Ibra, que acabou mandando a bola para fora, muito próxima ao gol adversário. 

A dupla Hazard e De Bruyne chegou á meta sueca mais uma vez aos 29’. O jogador do Chelsea-ING toca para o companheiro, que invadiu a área e colocou a bola na frente do gol, mas ninguém da Bélgica aproveitou a chance. A partida passou a ficar pouco mais truncada, levando os jogadores a cometerem faltas um pouco duras para impedirem que o perigo chegasse á suas metas. Do lado belga, Meunier recebeu o cartão, junto aos suecos Ekdal, por falta em De Bruyne, e Johansson. Os Red Devils começaram a trocar passes em seu campo de ataque, até uma roubada de bola que culminou em tentativa de Olsson escapar pela esquerda, mas foi parado por De Bruyne com falta. O próprio meia belga foi lançado, na jogada seguinte, ao campo de ataque, mas a arbitragem o pegou em posição de impedimento. Somente aos 45’ houve mais uma grande chegada, da seleção belga, que por pouco não abriu o placar. De Bruyne cruzou a bola na área e Meunier resvala de cabeça. Ela saiu raspando a trave esquerda. Após um minuto de acréscimo, em que Witsel ainda recebeu cartão, o juiz encerrou a primeira etapa. Tudo igual no Allianz Riviera. 

A vaga é dos Red Devils

As duas equipes retornaram do intervalo sem alterações e, já no primeiro minuto, Berg tentou organizar a primeira grande jogada sueca na segunda etapa, mas a defesa belga logo recuperou a bola. Dois minutos depois, Olsson tentou cruzamento da esquerda, mas Carrasco ergueu o pé e fez o bloqueio. Aos 50', Ibrahimovic apareceu recebendo cruzamento na área, mas desviou de cabeça para fora. A pressão que até então a Suécia vinha sofrendo, tornava-se cada vez mais inexistente, deixando a partida equilibrada entre as duas equipes. Mesmo com um início mais agressivo de seu adversário, logo a Bélgica passou a atacar também 

No minuto 63, um lance surpreendente de Ibra. O jogador marcou um golaço de voleio, mas árbitro deu impedimento. Logo após o lance, Berg foi substituído para dar lugar a Guidetti, que passou a dupla com Zlatan. A Bélgica chegou ao gol adversário com De Bruyne e Lukaku, que não conseguiram converter e, percebendo a pressão que a equipe voltava a receber, o técnico Erik Hamrén voltou a mexer em sua equipe, colocando Durmaz, mais um atacante, no lugar do meia Larsson. Marc Wilmots também decidiu mexer, tirando Carrasco para colocar Mertens em seu ataque. 

Aos 74', De Bruyne fez lindo lançamento para Lukaku, que ganhou da zaga sueca na velocidade, mas finalizou em cima do goleiro Isakssom. A dupla voltou a dar trabalho para seus adversários mais um minuto depois quando Lukaku saiu de frente para o goleiro sueco com a bola, mas o bandeira marcou impedimento do atacante do Evertou, que levou as mãos a cabeça em descrença. Em resposta aos avanços belgas, Ibra cobrou falta com categoria no canto direito de Courtois, mas o goleiro fez uma belíssima defesa, afastando o perigo. Já na segunda metade da etapa final, aos 81', Mertens rabiscou a zaga da Suécia e bateu forte, mas novamente Isaksson fez bela defesa, salvando a equipe. Precisando desesperadamente de um gol, a equipe de Ibra colocou em campo mais um atacante, Zengin, que entrou no lugar de Forsberg. A Suécia chegou mais uma vez a meta de Courtois logo em seguida. Granqvist cabeceou bem após escanteio, e De Bruyne salvou em cima da linha. 

Não demorou muito para que a Bélgica revidasse e, dessa vez, conseguisse abrir o placar. Aos 86 minutos, Hazard arrancou pela direita, driblou o lateral e lança para Nainggolan, que dominou de fora da área e acertou um lindo chute, sem chances para Isaksson. Gol dos Red Devils, 1 a 0 Bélgica. Tentando reagir para não perder a classificação, Ibra matou no peito dentro da área e tentou novo voleio, mas a bola foi pela esquerda do gol de Courtois. Como forma de ganhar tempo, Wilmots ainda tirou de campo Lukaku e Hazard, para colocar Benteke e Origi. Logo, sem mais lances de perigo ou acréscimos, o juiz apitou o fim do jogo.