País de Gales e Irlanda do Norte buscam manutenção da história nas oitavas de final da Euro

Nações fazem tradicional clássico do Reino Unido e tentam aumentar feito na primeira participação no campeonato europeu de seleções

País de Gales e Irlanda do Norte buscam manutenção da história nas oitavas de final da Euro
País de Gales
Irlanda do Norte
País de Gales: Hennessey; Gunter, Chester, Williams, Davis e Taylor; Allen, Ledley, Aaron Ramsey e Gareth Bale; Robson-Kanu. Técnico: Chris Coleman.
Irlanda do Norte: McGovern; Hughes, McAuley, Cathcart e Jonny Evans; Baird, Davis, Norwood, Ward e Dallas; Lafferty. Técnico: Michael O'Neill.
ÁRBITRO: Martin Atkinson (ING), auxiliado por Michael Mullarkey (ING) e Stephen Child (ING)
INCIDENCIAS: Partida válida pelas oitavas de final da Eurocopa 2016. Jogo a ser disputado no Parc des Princes, em Paris, às 13 horas deste sábado (25).

Duas tradicionais seleções do Reino Unido que disputam pela primeira vez a Eurocopa. Apontadas como terceiras forças em suas respectivas chaves na fase de grupos da competição europeia, surpreendem e avançam para as oitavas de final. Ao medirem forças pela sobrevivência no torneio, um único objetivo para as duas nações: vencer e aumentar a escrita histórica.

Diante desse cenário, País de Gales e Irlanda do Norte medem forças às 13 horas deste sábado (25), no Parc des Princes, em Paris, pelas oitavas da Euro. Os galeses terminaram a primeira fase como líderes do grupo B, à frente de Inglaterra, Eslováquia e Rússia. Em um forte grupo com Alemanha, Polônia e Ucrânia, os norte-irlandeses encerraram a primeira fase como terceiro colocado do grupo C e tem a oportunidade de continuar no certame.

Embora seja o primeiro jogo entre as seleções disputados em uma competição oficial, o duelo é altamente histórico. Em 95 confrontos, foram 44 vitórias do País de Gales, 27 triunfos da Irlanda do Norte e 24 empates.

País de Gales confia em retrospecto para continuar na Euro

O momento do País de Gales é excelente. Após boa campanha nas eliminatórias, a seleção surpreendeu e terminou o grupo B na liderança com uma dominante vitória sobre a Rússia. Será o segundo duelo britânico desta Euro. No primeiro, a Inglaterra venceu de virada nos acréscimos por 2 a 1. No segundo clássico do Reino Unido, o time confia no retrospecto para seguir na Eurocopa. Os galeses não perdem para o rival desta tarde há 36 anos. São oito jogos desde 1980 que os norte-irlandeses não vencem.

Para o confronto contra a Irlanda do Norte, o técnico Chris Coleman deve manter a base que disputou a primeira fase, mas podem ser realizadas modificações no ataque. Ao lado do principal atleta do time e do país, Gareth Bale, Robson-Kanu, Sam Vokes e Jonny Williams têm bom desempenho ao lado do craque do Real Madrid e podem ser titulares. O treinador deve escolher um deles, a tendência é que Robson-Kanu seja o escolhido.

O próprio comandante galês concedeu entrevista após o último treinamento e destacou que a expressiva atuação contra os russos deve ser deixada para trás porque o adversário é outro, a situação é distinta e o duelo é ainda mais decisivo.

"A última apresentação foi excelente, mas é tudo sobre amanhã. Não podemos pensar em mais nada. A Irlanda do Norte é forte, muito bem organizada e tem um bom espírito coletivo. Isso é um torneio de futebol. Ambas as equipes se encontram em uma posição onde eles ganharam respeito e atenção, e é a atenção que nós sempre queremos. Não há uma equipe neste torneio que pode pensar além do próximo jogo. Os jogos são muito próximos", falou.

Irlanda do Norte visa fim de tabu para aumentar feito

No duelo mais importante para o futebol da Irlanda do Norte, um indigesto adversário. Não vencer o País de Gales há 36 anos incomoda os norte-irlandeses. Porém, vencer os rivais nas oitavas de final da Eurocopa - na primeira vez em que ambos os times disputam o torneio - pode aumentar o feito histórico da seleção. Na fase de grupos, a terceira colocação no grupo C e a vaga foi garantida por estar entre os quatro melhores terceiros colocados.

A possibilidade de haver mudanças na formação inicial é boa. O técnico Michael O'Neill espera um jogo bastante diferente em relação ao confronto contra a Alemanha. A expectativa da comissão técnica é de um duelo mais equilibrado, mais físico, e o esquema tático pode ser alterado por causa do panorama inicial da partida. Assim, o experiente Chris Baird pode ser escalado à frente da defesa, como costuma jogar. No ataque, existem grandes chances de Kyle Lafferty ser escalado no escrete inicial.

O treinador da Irlanda do Norte espera um confronto totalmente diferente da partida que encerrou a fase de grupos. Apesar da dificuldade de enfrentar um rival em bom momento, Michael O'Neill mostrou confiança em obter um resultado positivo contra País de Gales.

"País de Gales venceu o seu grupo, estão em uma boa posição - principalmente após uma boa exibição contra a Rússia. Por isso, esperamos um jogo difícil. As equipes se conhecem muito bem, nós obviamente jogamos um amistoso contra eles e empatamos em 1 a 1. Mas é um jogo que nós acreditamos que podemos passar, mas esperamos um jogo muito difícil. Os jogadores estavam realmente otimistas ao saber que voltariam ao Parc des Princes [local do confronto contra a Alemanha]. Jogamos contra os campeões do mundo e acho que a experiência de fazer isso vai servir bem. Temos de estar no nosso melhor", disse.