Löw destaca necessidade de melhora para possível conquista da Eurocopa

Treinador alemão disse que vitória contra a Eslováquia por 3 a 0 não serve para credenciar a Alemanha como favorita ao título

Löw destaca necessidade de melhora para possível conquista da Eurocopa
Joachim Löw: "Se queremos ganhar esse Europeu, temos que melhorar"

Neste domingo (26), a Alemanha bateu a Eslováquia por 3 a 0, pelas oitavas de final da Eurocopa. Os gols foram marcados por Boateng, Gomez e Draxler. A boa vitória sobre os eslovacos fez com que os jogadores alemães deixassem o Estádio Pierre-Mauroy, em Lille, com um sentimento de dever cumprido. Nas entrevistas após o jogo, o atacante Mário Gomez deixou bem claro essa sensação.

“Acho que mostramos um bom jogo, dominamos, foi uma partida empolgante. Fomos muito flexíveis e merecemos essa vitória. Podemos continuar assim.”

Entretanto, o sentimento de dever cumprido dos jogadores não é compartilhado pelo técnico da Seleção Alemã, Joachim Löw. Na coletiva pós-jogo, o treinador alemão afirmou que a sua equipe tem evoluir muito se quiser sagrar-se campeã da Eurocopa pela 4ª vez.

“Claro que, assim como vários, tivemos problemas no começo. Na fase de grupos, existem muitas táticas diferentes para nos adaptarmos. Hoje tivemos um ótimo esforço na defesa e no ataque. Mas, com todo o respeito ao nosso rival, este não foi um jogo para dizer que vamos dominar o torneio. Temos que melhorar se quisermos vencer a Eurocopa”

Classificada para a fase de quartas de final da Eurocopa, a Alemanha voltará a campo no próximo sábado (1), no Estádio Matmut Atlantique, em Bordeaux. O adversário dos alemães sairá da partida entre Itália e Espanha, que será disputada nesta segunda-feira (27). Perguntado sobre a possibilidade de um confronto com italianos ou espanhóis, Löw falou de ambas as seleções com bastante respeito, mas afirmou que elas não tiram o seu sono.

“Estou dormindo bem. Os dois times são favoritos ao título. A Itália é muito forte na defesa, e também tem um ataque bom. A Espanha tem o melhor jogo ofensivo que vimos nos últimos anos. São dois adversários difíceis.”, encerrou.