Fabra: a revelação colombiana na lateral do Boca Juniors

Jovem lateral colombiano usa sua força e velocidade para quebrar sistemas defensivos fechados

Fabra: a revelação colombiana na lateral do Boca Juniors
Foto: Sandro Pereyra/Getty Images

Frank Yusty Fabra Palacios, colombiano de Manizales e 25 anos de idade, é um lateral conhecido por sua vocação ofensiva, aprimorada ao longo dos anos com passagens por Deportivo Cali e Independiente Medellín. O jogador que chegou ao Boca Juniors em janeiro de 2016 firmando contrato de três anos e meio. Com o clube xeneize comprando 50% de seus direitos econômicos. Fazendo sua estreia no dia 14 de fevereiro, numa derrota contra o Atlético Tucumán.

O jogador só fez duas partidas pelo campeonato argentino porém foi na Copa Libertadores que ele ganhou notoriedade com 4 jogos disputados, inclusive marcando dois tentos importantes marcando contra o Deportivo Cali na fase de grupos e mais a frente no duelo como visitantes nas quartas de final diante do Nacional do Uruguai.

Justamente nesse enfrentamento é que Fabra se mostrou muito importante, além de ser a principal válvula de escape da equipe diante do bem armado rival uruguaio e também por conta do outro lateral da equipe, Gino Peruzzi ter características mais defensivas.

No segundo cotejo do emparelhamento diante dos uruguaios ele cobrou o quinto pênalti da série que levou a classificação xeneize para as semifinais, se Fabra tivesse errado a penalidade o time de Buenos Aires estaria fora da competição continental, pela sua forma de cobrar o pênalti alguns torcedores o apelidaram de "Fabradona" alusão a ninguém menos que Diego Armando Maradona.

O jogador fez duas partidas na Copa América Centenário, substituindo o lateral Díaz e sendo pra muitos o futuro dono da posição na seleção cafetera, justamente por sua capacidade de abrir o campo e de bom arremate de média distância algo que se faz bem importantes para equipes que pretendem propor o jogo como o Boca Juniors diante da boa defesa do Independiente Del Valle.

Desta feita o jogador deverá ser um dos nomes capazes de furar o bom sistema defensivo adversário e também de quebra se precaver dos velozes contragolpes do rival que deverá ter uma postura mais cautelosa diante do tradicional time argentino, que espera qe encontre na força de Fabra o caminho para chegar a mais uma decisão.