Eliminado da Eurocopa, Bale elogia Cristiano Ronaldo: "É um goleador nato"

Galês elogia seu companheiro de Real Madrid por seu faro de gol também sendo demonstrado no duelo mano a mano entre os dois

Eliminado da Eurocopa, Bale elogia Cristiano Ronaldo: "É um goleador nato"
Foto: Jean Catuffe/Getty Images

Na primeira semifinal da Eurocopa 2016 entre País de Gales e Portugal, em Lyon. Um dos grandes elementos na prévia do enfrentamento entre os conjuntos foi o encontro entre Cristiano Ronaldo e Gareth Bale, os dois jogadores mais caros da história do futebol e destaques do Real Madrid.

E em campo no famoso cara-a-cara entre os jogadores, foi o time do gajo que levou a melhor por 2 a 0 com gols de Cristiano Ronaldo e Nani. Com o triunfo os portugueses avançam a decisão do torneio continental esperando o vencedor de Alemanha e França para tentar vencer o título europeu que escapou há 12 anos diante da Grécia,em Lisboa. Assim deixam os galeses pelo caminho que agora retornam para casa com uma grande campanha.

Após o cotejo, Bale falou sobre a partida e a influência de Cristiano Ronaldo no resultado. Além de falar sobre o orgulho de voltar para o seu país após uma grande campanha na Euro, lembrando que ninguém esperava uma campanha dessa envergadura por parte de Gales

"Eles defenderam muito bem e nos limitaram ofensivamente. Não temos arrependimentos. Somos uma nação orgulhosa e estamos orgulhosos do que conseguimos. Obviamente que nossa jornada poderia chegar ao fim anteriormente, mas simplesmente não poderia ser", disse ele após a partida, no site da UEFA.

"Cristiano Ronaldo é um goleador nato e o fez novamente. Estamos decepcionados, mas vamos melhorar. Estamos orgulhosos e vamos ficar juntos para tentar novamente. Ninguém esperava que nós que chegassemos até agora, mas estamos orgulhosos e não temos arrependimentos. Vamos continuar lutando. Vamos para casa com a cabeça erguida", disse ele.

Agora a equipe britânica volta suas atenções para as eliminatórias para a Copa do Mundo na Rússia em 2018, procurando conseguir a classificação para um Mundial, torneio que o país não participa desde 1958 onde foi quadrifinalista sendo eliminado para o então campeão (Brasil).