Com título de Portugal, Copa das Confederações tem sete dos oito participantes definidos

Seleções de Rússia, Alemanha, Austrália, Chile, México, Nova Zelândia e Portugal estão garantidas no torneio. A vaga que resta será destinada ao campeão africano de 2017. Brasil ficará de fora pela primeira vez desde que o torneio ganhou chancela da Fifa

Com título de Portugal, Copa das Confederações tem sete dos oito participantes definidos
Título da Eurocopa 2016 garantiu a Portugal um lugar na Copa das Confederações de 2017 (Foto: Getty Images)

Neste domingo (10), Portugal bateu a França em pleno Stade de France, com gol do atacante Éder no segundo tempo da prorrogação, e sagrou-se campeã da Eurocopa pela primeira vez. Com o título continental, os portugueses, de quebra, garantiram-se na Copa das Confederações de 2017. A Seleção das Quinas foi o sétimo escrete a se classificar para o torneio que tem status de evento-teste para a Copa do Mundo e reúne os campeões de todas as confederações filiadas à Fifa mais o campeão do mundo. Resta, portanto, uma vaga, a qual será preenchida pelo vencedor da Copa Africana de Nações de 2017.

A próxima Copa das Confederações será disputada na Rússia, sede da Copa do Mundo de 2018, entre os dias 17 de junho e 2 de julho. As cidades-sede serão Moscou, São Petersburgo, Kazan e Sochi. Além da campeã europeia Portugal e da anfitriã Rússia, também já estão no certame Alemanha (campeã da Copa do Mundo de 2014), Austrália (campeã da Copa da Ásia de 2015), Chile (campeão da Copa América de 2015), México (campeão da Copa Ouro da Concacaf de 2015 e vencedor da Concacaf Cup) e Nova Zelândia (campeã da Copa das Nações da Oceania de 2016).

O sorteio dos grupos está agendado para o dia 26 de novembro, antes mesmo da definição do campeão africano, e terá como palco a cidade de Kazan.

Desde que a competição ganhou a chancela da Fifa, será a primeira vez que o Brasil ficará de fora. Campeã em 1997, 2005, 2009 e 2013, a Seleção Canarinho é a maior campeã do torneio.

Antes da "Era Fifa", a Copa das Confederações se chamava Copa Rei Fahd, a qual teve duas edições, ambas realizadas na Arábia Saudita e sem a participação do Brasil. Em 1992, a Argentina ficou com a taça ao bater a seleção dona da casa. Em 1995, a Albiceleste foi superada pela Dinamarca, uma das maiores sensações do futebol naquela década.

Rússia

Foto: AFP/Getty Images

Anfitriões, os russos disputarão a Copa das Confederações pela primeira vez. A Otkrytiye Arena, a Zenit Arena, a Kazan Arena e o Estádio Olímpico de Fisht serão as praças esportivas que recepcionarão a competição.

Desde a dissolução da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), cuja seleção fazia boas campanhas a nível mundial e foi campeã europeia em 1960, a única campanha relevante da Rússia foi o terceiro lugar na Eurocopa de 2008. Recentemente, as Águias disputaram a Euro 2012, a Copa do Mundo de 2014 e a Euro 2016, tendo caído na primeira fase nas três oportunidades.

Depois dos atos violentos cometidos por "ultras" russos em território francês, a segurança da Copa das Confederações de 2017 e da Copa do Mundo de 2018 tem sido motivo de preocupação para a Fifa.

Alemanha

Foto: Laurence Griffths/Getty Images

Não restam dúvidas de que a seleção alemã, em termos de tradição e qualidade técnica, será a grande atração da competição. Campeã do mundo em 2014 depois de um jogo equilibrado com a Argentina, a Nationalelf participará da Copa das Confederações pela terceira vez. Em 1999, no México, foi eliminada na primeira fase. Em 2005, quando sediou o torneio, sucumbiu diante do Brasil na semifinal e bateu o México na decisão do terceiro lugar.

Na Euro 2016, a tetracampeã mundial foi despachada pela anfitriã França na semifinal.

Caminhada rumo ao título da Copa do Mundo de 2014
Alemanha 4 x 0 Portugal
Alemanha 2 x 2 Gana
EUA 0 x 1 Alemanha
- Líder do Grupo G
Alemanha 2 x 1 Argélia (após prorrogação)
Alemanha 1 x 0 França
Brasil 1 x 7 Alemanha
Alemanha 1 x 0 Argentina (após prorrogação)

Austrália

Foto: Agência Anadolu/Getty Images

Os Socceroos estão na Copa das Confederações pela quarta vez. Em 1997, na Arábia Saudita, foram derrotados pelo Brasil por 6 a 0 na final. Em 2001, na Coreia do Sul e no Japão, bateram o Brasil na decisão do terceiro lugar. Em 2005, na Alemanha, caíram na primeira fase com três derrotas em três jogos.

Nessas ocasiões, a Austrália participou com o status de campeã da Oceania. Em 2006, o país trocou a Confederação de Futebol da Oceania (OFC, na sigla em inglês) pela Confederação Asiática de Futebol (AFC, na sigla em inglês). Portanto, essa é a primeira participação dos Cangurus como campeões asiáticos. Eles sediaram e conquistaram a Copa da Ásia de 2015. O inédito título veio em uma final dramática contra a Coreia do Sul.

Caminhada rumo ao título da Copa da Ásia de 2015
Austrália 4 x 1 Kuwait
Omã 0 x 4 Austrália
Austrália 0 x 1 Coreia do Sul
- Vice-líder do Grupo A
China 0 x 2 Austrália
Austrália 2 x 0 Emirados Árabes Unidos
Coreia do Sul 1 x 2 Austrália (após prorrogação)

Chile

Foto: Getty Images

Nos últimos anos, o Chile adquiriu o status de seleção emergente na América do Sul. Faltava um título para consagrar a geração de jogadores a qual vem sendo considerada a melhor da história do país. Como num conto de fadas, a conquista veio diante de sua torcida e contra a seleção de Lionel Messi, um dos maiores astros do futebol.

Além da Copa América de 2015, o Chile também sagrou-se campeão da edição comemorativa da Copa América Centenário. Os técnicos argentinos Marcelo Bielsa e Jorge Sampaoli são os grandes ícones do crescimento do Chile no futebol. Hoje, a excelente seleção é guiada pelo também argentino Juan Antonio Pizzi e quer continuar alçando grandes voos. A Copa das Confederações é o próximo desafio. Os chilenos a disputarão pela primeira vez.

Caminhada rumo ao título da Copa América de 2015
Chile 2 x 0 Equador
Chile 3 x 3 México
Chile 5 x 0 Bolívia
- Líder do Grupo A
Chile 1 x 0 Uruguai
Chile 2 x 1 Peru
Chile 0 x 0 Argentina (4 x 1 nos pênaltis)

México

Foto: Getty Images

Dentre as seleções participantes da Copa das Confederações de 2017, a do México é a que coleciona mais participações e a única que já conquistou a competição. Os tricolores foram eliminados na primeira fase em 1997, 2001 e 2013. Em 2005, ficaram em quarto lugar; em 1995, em terceiro. A consagração máxima veio em 1999, quando, diante de sua torcida, os mexicanos bateram o Brasil em um jogo insano: 4 a 3.

Em julho de 2015, o México foi campeão continental em uma Copa Ouro marcada por erros de arbitragem. Na decisão, superou a Jamaica pela contagem de 3 a 1. No mês de outubro, La Tri disputou um playoff com os EUA, campeões da Copa Ouro de 2013, para definir o representante das Américas do Norte, Central e Caribe na próxima Copa das Confederações. A Concacaf Cup foi disputada no estádio Rose Bowl, em Pasadena, diante de 93.723 torcedores. Em um jogo emocionante, a seleção então comandada interinamente pelo brasileiro Ricardo "Tuca" Ferretti levou a melhor na prorrogação: 3 a 2, gols de Chicharito, Peralta e Aguilar; Cameron e Wood marcaram para os norte-americanos.

Caminhada rumo ao título da Copa Ouro de 2015
México 6 x 0 Cuba
Guatemala 0 x 0 México
México 4 x 4 Trinidad e Tobago
- Vice-líder do Grupo C
México 1 x 0 Costa Rica (após prorrogação)
Panamá 1 x 2 México (após prorrogação)
Jamaica 1 x 3 México

Concacaf Cup 2015
México 3 x 2 EUA (após prorrogação)

Nova Zelândia

Foto: Shane Wenzlick/www.phototek.nz

Os neozelandeses vão à sua quarta Copa das Confederações - a sexta competição Fifa, contando com as Copas do Mundo de 1982 e 2010. Nas três participações anteriores, caíram na primeira fase. Sofreram três derrotas em três jogos nas edições de 1999 e 2003. Somaram seu primeiro ponto na história da competição em 2009, graças a um empate sem gols com o Iraque.

E não se espera que façam uma campanha relevante em 2017, tendo em vista que a seleção é semiprofissional. Para se ter ideia, o país tem apenas um clube de futebol profissional: o Wellington Phoenix, que participa da A-League, a liga de futebol da Austrália.

Caminhada rumo ao título da Copa das Nações da Oceania de 2016
Nova Zelândia 3 x 1 Fiji
Vanuatu 0 x 5 Nova Zelândia
Nova Zelândia 1 x 0 Ilhas Salomão
- Líder do Grupo B
Nova Zelândia 1 x 0 Nova Caledônia
Nova Zelândia 0 x 0 Papua Nova Guiné (4 x 2 nos pênaltis)

Portugal

Foto: Getty Images

Assim como Rússia e Chile, Portugal estreará na Copa das Confederações no próximo ano. Apesar de ainda não ter igualado o desempenho da surpreendente geração de Eusébio, terceira colocada no Mundial de 1966, em Copas do Mundo, a seleção lusitana vive o melhor momento de sua história. Neste século, já participou de quatro Mundiais consecutivos - a melhor performance foi um quarto lugar em 2006, na Alemanha. Além disso, chegou longe em quatro Eurocopas: foi semifinalista em 2000 e 2012, vice-campeão em 2004 e, finalmente, campeão em 2016. Tais desempenhos dão aos portugueses o status de seleção emergente.

O esquadrão português pode ser apontado como uma das grandes forças do torneio, ao lado de Alemanha e Chile. Todas com um objetivo em comum: uma conquista inédita.

Caminhada rumo ao título da Eurocopa de 2016
Portugal 1 x 1 Islândia
Portugal 0 x 0 Áustria
Hungria 3 x 3 Portugal
- Terceiro colocado do Grupo F; classificado entre os melhores terceiros colocados
Portugal 1 x 0 Croácia (após prorrogação)
Portugal 1 x 1 Polônia (5 x 3 nos pênaltis)
Portugal 2 x 0 País de Gales
Portugal 1 x 0 França (após prorrogação)

Campeão africano de 2017

Foto: Divulgação

A vaga a ser definida vem da África. A Copa Africana de Nações de 2017 será disputada no Gabão entre os dias 14 de janeiro e 5 de fevereiro. As Eliminatórias para a competição mais importante do continente africano estão na fase derradeira - falta apenas uma rodada para o final. Dez das 16 vagas para a CAN já estão preenchidas: Além do país-sede, também têm presença confirmada Camarões, Argélia, Egito, Gana, Mali, Guiné-Bissau, Zimbábue, Marrocos e Senegal.

As seleções postulantes às vagas restantes são Benin, Burkina Faso, Cabo Verde, República Centro-Africana, RD Congo, Etiópia, Costa do Marfim (atual campeã), Libéria, Mauritânia, Serra Leoa, Suazilândia, Togo, Tunísia e Uganda. O destaque negativo fica por conta da ausência da Nigéria. A campeã africana de 2013 ficará de fora do certame pela segunda vez consecutiva.

Na CAN 2017, os participantes serão divididos em quatro grupos de quatro seleções cada. A fase de grupos será disputada em turno único. Os líderes e vice-líderes de cada chave avançam às quartas de final. O mata-mata será disputado em jogo único.