Atacante gambiano Bubacarr "Steve" Trawally se torna destaque nos gramados chineses

Atacante de 21 anos tem cinco gols pelo seu time, Yanbian Fude

Atacante gambiano Bubacarr "Steve" Trawally se torna destaque nos gramados chineses
Foto: Sina Sports

Depois de 15 anos longe da primeira divisão chinesa, o Yanbian Fude retornou à elite do futebol do país após alcançar a segunda posição da China League One em 2015. E a equipe tem surpreendido na atual temporada. Mesmo na décima-primeira colocação, o Yanbian deu trabalho para os líderes da tabela: perdeu de apenas um gol para Jiangsu Suning e Hebei China Fortune, e empatou com o líder Guangzhou Evergrande.

Dois jogadores têm se destacado na equipe dirigida pelo sul-coreano Park Tae-Ha: seu compatriota, o meia Yoon Bit-Garam, e o atacante gambiano Bubacarr Trawally. Apelidado de Steve, o jogador africano tem na ponta da língua a chave para o sucesso do Yanbian na temporada.

"O segredo para o nosso bom início é determinação, trabalho duro e esforço em equipe. Há um vínculo no grupo e o time está forte como nunca. Nós também sabíamos que enfrentaríamos grandes times na Super Liga Chinesa, então nos fizemos acreditar que somos azarões e demos o favoritismo para os times que encontramos, apesar de sabermos que podemos vencer e acumular pontos deles."

Steve tem 21 anos e está em sua segunda temporada pelo Yanbian Fude. O atacante foi contratado pelo Hangzhou Greentown no ano passado após uma temporada de sucesso no Real de Banjul, time de seu país. Com apenas 19 anos, o jogador de Gâmbia deixou o continente africano para encarar os desafios de uma cultura completamente diferente.

"Recebi ofertas de clubes da Noruega, Suécia e até mesmo da Espanha, junto com um dos meus companheiros de equipe. Mas não pudemos viajar por conta de problemas de visto para a Europa, como é sempre difícil para África. A adaptação na China foi um problema inicial para mim, tive dificuldades nas primeiras semanas e provavelmente meses porque em meu país nós saudamos a todos com “Olá, oi, bom dia ou boa noite”, e quando alguém faz algo por nós, dizemos “obrigado”, mas aqui é um pouco diferente. A comida também foi um problema, mas também positivo porque aqui tem arroz assim como em Gâmbia, e nós africanos amamos arroz!"

Foto: Reprodução/ Twitter
Foto: Reprodução/ Twitter

No início deste ano, Steve foi contratado em definitivo pelo Yanbian por € 800 mil e assinou com o clube até o final de 2018. Após ser contratado pelo Hangzhou, o jogador não foi aproveitado pela equipe e logo emprestado ao Yanbian.

"Apesar do treinador que me contratou saber que sou um bom jogador, ele preferiu um jogador mais experiente ao invés de apostar em um garoto de Gâmbia. (Eu) Deveria ficar e jogar no time reserva, mas pensei “por quê devo quando posso jogar em um time titular?” Por isso serei sempre grato ao treinador Park Tae-Ha, pela confiança ao me trazer para sua equipe e me dar tempo de jogo."

Artilheiro do time na Super Liga Chinesa junto com o sul-coreano Kim Seung-Dae, Steve já foi cinco vezes às redes em 12 jogos e ainda deu uma assistência para gol. Mas a história do atacante gambiano na China poderia ser bem diferente. Antes da oferta do Yanbian, Steve estava prestes a ser emprestado a outro time do país.

"Era para (eu) jogar em outro time da China League One, o Wuhan, antes do Yanbian mas acho que eles não tiveram confiança em mim e decidiram não me contratar. Por isso estou feliz de ter conquistado o acesso à Super Liga Chinesa enquanto eles continuam na China League One (risos)."

(Foto: Reprodução/ Weibo)
Foto: Reprodução/ Weibo