Brasileiros mudando de time e ataque de luxo: confira novidades da janela chinesa

Destaque, brasileiro Hulk aparece como a contratação mais cara da janela do meio do ano

Brasileiros mudando de time e ataque de luxo: confira novidades da janela chinesa
Brasileiro Hulk foi a contratação mais cara da janela (Foto: VCG/Getty Images)

A janela de transferências de meio do ano da China chegou ao seu final. Foram gastos cerca de € 125 milhões, muito graças aos € 56 milhões na transferência de Hulk para o Shanghai SIPG. Com tamanhas mudanças decorrentes das limitações no sistema de estrangeiros na Super Liga Chinesa, aqui temos uma atualização do que cada time chinês fez nesta janela com relação aos estrangeiros de cada elenco:

JIANGSU SUNING (2º lugar, 32 pontos)

A equipe de Alex Teixeira e Ramires contratou no penúltimo dia da janela o argentino Roger Martínez (Racing Club) por € 8 milhões e o sul-coreano Hong Jeong-Ho (Augsburg) por € 4 milhões. Com isso, o Jiangsu emprestou o meia Sammir ao Hangzhou Greentown e ainda precisa tirar mais um jogador de seu elenco. O anúncio do atleta escolhido deve sair nos próximos dias.

SHANGHAI SIPG (3º lugar, 30 pontos)

O time de Xangai mostrou seu poderio econômico ao contratar o atacante Hulk (Zenit) por € 56 milhões. O ganês Asamoah Gyan foi realocado no time reserva do SIPG até encontrar um novo clube. Seu contrato vai até junho de 2017.

HEBEI CHINA FORTUNE (4º lugar, 30 pontos)

Com a lesão de Ezequiel Lavezzi, o quarto colocado na tabela foi atrás do brasileiro Aloísio, de saída do Shandong Luneng. Ainda não foi anunciado o jogador realocado ao time reserva, mas tende a ser o argentino por ter o retorno de sua lesão previsto para o final do mês de agosto. Tanto Lavezzi quanto Aloísio têm contratos com o Hebei até o fim de 2017.

HENAN JIANYE (6º lugar, 25 pontos)

O Henan foi outro time a sofrer com a lesão de um jogador. O zagueiro croata Miral Samardzic (HNK Rijeka) foi contratado por € 1,7 milhões para substituir o lesionado dinamarquês Eddi Gomes. A nova contratação do Henan assinou até o final do ano, enquanto Eddi tem contrato até o final de 2017.

GUANGZHOU R&F (7º lugar, 22 pontos)

Rival do Evergrande, o R&F pagou € 7,23 milhões pelo israelense Eran Zahavi (Maccabi Tel Aviv). Assim, o brasileiro Bruninho foi para o time reserva da equipe. O meia tem contrato até o final de 2018.

TIANJIN TEDA (8º lugar, 22 pontos)

O Teda quis aumentar seu poderio ofensivo e pagou € 7,25 milhões pelo gabonês Malick Evouna (Al Ahly, Egito). A equipe ainda não anunciou o jogador deslocado para o time reserva, mas tende a ser o brasileiro Wagner. O ex-Fluminense tem contrato com o clube até o final de 2017.

BEIJING GUOAN (9º lugar, 21 pontos)

O time da capital pagou € 500 mil pelo empréstimo do uzbeque Igor Sergeev (Pakhtakor Tashkent) por um ano. O atacante brasileiro Kléber foi para o time reserva do Guoan. Seu contrato com a equipe dura até o final de 2017.

LIAONING (10º lugar, 20 pontos)

A equipe do experiente James Chamanga contratou o atacante nigeriano Anthony Ujah (Werder Bremen) por € 11,5 milhões e o australiano Dario Vidosic (Western Sydney Wanderers) sem custos. Com isso, o senegalês Ibrahima Touré foi realocado para o time reserva. O australiano John Troisi saiu da equipe por ter contrato até o final de junho.

HANGZHOU GREENTOWN (13º lugar, 18 pontos)

Comandado pelo sul-coreano Hong Myung-Bo, o Hangzhou pagou € 270 mil ao Jiangsu Suning pelo empréstimo do meia Sammir até o final do ano. O brasileiro naturalizado croata entra na vaga do australiano Tim Cahill, que teve seu contrato com a equipe finalizado. O atacante Anselmo Ramon retornou ao elenco principal após lesão na vaga do marfinense Davy Claude Agnan, que foi para o time reserva.

SHANDONG LUNENG (14º lugar, 16 pontos)

Um mês após assumir a equipe, o alemão Felix Magath já tem nova dupla de ataque. O Shandong não poupou esforços para gastar € 15,25 milhões pelo italiano Grazianno Pellè (Southampton) e € 5,85 milhões pelo senegalês Papiss Cissé (Newcastle United). A equipe de Jinan vendeu o brasileiro Aloísio ao Hebei China Fortune e Diego Tardelli foi para o time reserva da equipe. O ex-Atlético Mineiro tem contrato até janeiro de 2019.

SHIJIAZHUANG EVER BRIGHT (15º lugar, 14 pontos)

O clube também aumentou seu poderio ofensivo ao contratar o francês Jean-Phillipe Mendy (Maribor) por € 2 milhões e o brasileiro Matheus (Dnipro) sem custos. O Shijiazhuang ainda comprou em definitivo o brasileiro Diego Maurício, emprestado pelo Bragantino. Com isso, o venezuelano Mario Rondón e o zambiano Jacob Mulenga foram deslocados para o time reserva da equipe. Ambos têm contrato até o fim deste ano.

CHANGCHUN YATAI (16º lugar, 13 pontos)

Lanterna da Super Liga Chinesa, o Changchun foi atrás do croata Mislav Orsic (Jeonnam Dragons) e do brasileiro Bruno Meneghel (Cerezo Osaka) para o setor ofensivo. Assim, o sérvio Ognjen Ozegovic e o francês Julien Gorius foram para o time reserva da equipe. Ambos têm contrato até o fim deste ano.

O Guangzhou Evergrande, Shanghai Shenhua e Yanbian Fude não tiveram mudanças em seus jogadores estrangeiros. O Chongqing Lifan depende do sistema da FIFA para anunciar a contratação do brasileiro Alan Kardec.