Atacante do Hamilton, da Escócia, Alex D'Acol dá recado à torcida: "Verão um jogador melhor"

Atacante de 29 anos que sofreu com muitas lesões no passado diz que a pré-temporada fará uma diferença enorme no seu desempenho

Atacante do Hamilton, da Escócia, Alex D'Acol dá recado à torcida: "Verão um jogador melhor"
Foto: Alan Harvey/SNS Group

O atacante Alex D' Acol, do Hamilton, clube que disputa a primeira divisão escocesa, afirmou em entrevista que os torcedores verão um grande jogador nesta temporada, visto o benefício de poder fazer uma boa etapa de preparação. Ele ainda se explicou que não esteve bem na última temporada por conta de problemas físicos e isso seria sua dificuldade de marcar muitos gols.

Ele procurou sempre ressaltar que está se sentindo muito bem e que o período de preparação tem sido fundamental para uma temporada melhor, não só para ele mas para seu time como um todo. Também procurando demonstrar uma sensação de vontade que as coisas ocorram de uma maneira bem melhor que na temporada passada e assim fazer sucesso no clube, vale lembrar que Alex é um brasileiro, naturalizado italiano que fez carreira em clubes menores e ligas periféricas da Europa.

"A última temporada foi de altos e baixos, principalmente por causa da falta de uma boa pré-temporada. Eu cheguei tarde, e depois do jogo contra o AEK Athenas fiquei machucado por um tempo e eu tinha começado bem a temporada. Marquei três gols em quatro jogos, mas infelizmente essas coisas acontecem no futebol, e eu só tenho que superar isso", comentou.

"Estou feliz por estar de volta, feliz em trabalhar novamente na pré-temporada agora, e é diferente, é muito melhor, então eu estou muito feliz. É uma boa chance para eu mostrar o que posso fazer e ajudar os meninos para alcançar os objetivos que temos para esta temporada. Ter uma pré-temporada fará uma diferença e eu me sinto 80 por cento melhor - pré-temporada é a chave, e eu estou muito feliz agora", 

Eu espero que eu possa marcar gols nesta temporada e espero que seja uma temporada melhor para mim e para Accies. Eu vim aqui para ajudar, não só para provar o que posso fazer. Quero mostrar o que posso fazer em campo, em vez de usar as palavras", concluiu.