Comoção por Demba Ba e protesto do Shenhua contra CFA marcam dia após dérbi de Xangai

Senegalês é visitado por companheiros no hospital enquanto capitão do SIPG recebe protestos na China

Comoção por Demba Ba e protesto do Shenhua contra CFA marcam dia após dérbi de Xangai
(Foto: Reprodução/ Weibo)

O apito do árbitro Zhou Gang não finalizou o dérbi de Xangai. 24 horas depois da vitória do Shanghai Shenhua de virada por 2x1 sobre o Shanghai SIPG no Hongkou Stadium, a cidade continua respirando os efeitos do clássico.

Não apenas Xangai como toda a China e o futebol mundial se comoveu pela terrível lesão do atacante Demba Ba. Duas torres na cidade chinesa foram iluminadas com desejos de melhoras ao atacante e com a cor do Shenhua (azul). Jogadores como Jêrome Boateng, Papiss Cissé, Tim Cahill, Gervinho e tantos outros utilizaram as redes sociais para desejar uma boa recuperação ao senegalês.

Se por um lado a lesão de Demba Ba causou comoção, também despertou a ira de alguns torcedores do Shanghai Shenhua. O capitão do SIPG Sun Xiang, envolvido no lance com o senegalês, sofreu ataques em redes sociais e protestos em seu restaurante em Xangai. Uma foto tirada mostra uma foto do jogador com três pauzinhos verticais e virados para cima. No país, isso significa morte e assim, a polícia foi chamada ao local. Sun Xiang foi jogador do Shenhua entre 2002 e 2010, sendo emprestado à PSV Eindhoven e Austria Wien, até chegar ao Guangzhou Evergrande em julho de 2010, e no SIPG em janeiro do ano passado.

Não foi apenas parte da torcida do Shenhua que protestou, mas também a diretoria do clube, que fez queixa à Federação Chinesa contra o SIPG pelo incidente com o atacante senegalês e também por um lance em que o colombiano Giovanni Moreno é pisado pelo volante Cai Huikang. O clube pede punição aos atletas adversários.

Enquanto isso, a equipe de Gregorio Manzano se prepara para a rodada de meio de semana na Super Liga Chinesa. O Shanghai Shenhua visita o Shijiazhuang Ever Bright (15º) na quinta-feira (21 de julho).