Com três gols em seis minutos, Celtic vence Lincoln Red Imps e avança para a próxima fase da UCL

Hoops espantam zebra gibraltina e vão enfrentar o Astana na próxima fase de qualificação do torneio

Com três gols em seis minutos, Celtic vence Lincoln Red Imps e avança para a próxima fase da UCL
Foto: SNS Group
Celtic
3 0
Lincoln Red Imps

O Celtic venceu, nesta quarta-feira (20), o Lincoln Red Imps, de Gibraltar, por 3 a 0 no Celtic Park, em Glasgow. O confronto foi válido pelo jogo de volta da segunda fase de qualificação da Champions League. Os gols foram marcados por Mikael Lustig, Leigh Griffiths e Patrick Roberts.

Com a vitória, os Hoops classificaram-se para a próxima fase de qualificação do torneio continental e irão enfrentar o Astana, do Cazaquistão. O primeiro jogo será na próxima terça-feira (26), na casa do time cazaque. 

Pressionado pela fraca exibição na semana passada fora de casa, o Celtic começou o jogo partindo para cima do Lincoln, que suportou a pressão por 23 minutos. Foi quando Stuart Armstrong, após uma falta marcada no lado direito, levantou a bola na área e a defesa afastou de cabeça, mas a bola rebateu em Griffiths e sobrou para Lustig que, de canhota, abriu o placar para o time da casa.

Três minutos depois, veio o segundo gol. Roberts arrancou com a bola pelo lado direito e tocou para Griffiths, que dominou na frente da grande área e bateu forte, no canto esquerdo do goleiro Raúl Navas. Este resultado já classificava os Hoops que aproveitaram o bom momento e fizeram mais um, aos 29 minutos. Roberts fez bela jogada individual na direita saindo de dois marcadores, tabelou com Callum McGregor e bateu colocado para fazer o terceiro.

No segundo tempo, o Celtic diminuiu o ritmo e quase levou um susto quando Lee Casciaro ganhou de Erik Sviatchenko e bateu na saída de Craig Gordon, mas a bola passou a direita da trave. Mesmo assim, os escoceses ainda tiveram algumas boas oportunidades com Moussa Dembélé e Griffiths, defendidas por Navas. O Lincoln parecia conformado com o placar e o jogo terminou assim, para delírio da torcida escocesa, que lotou o Celtic Park e foi embora para casa mais feliz.