Armani celebra bicampeonato do Atlético Nacional: "Libertadores não se ganha todo dia"

Grande parte do elenco não se contém após a conquista e acaba indo às lagrimas ressaltando a importância do título

Armani celebra bicampeonato do Atlético Nacional: "Libertadores não se ganha todo dia"
(Foto: Divulgação/ Atlético Nacional)

Nesta quarta-feira (27), o Atlético Nacional encerrou um jejum de 28 anos e conquistou o bicampeonato da Taça Libertadores da América ao vencer o Independiente Del Valle por 1 a 0. O gol de Miguel Borja garantiu o título aos colombianos. A campanha do time foi marcada pelo grupo de talentosos e entrosados atletas que atuam há muito tempo juntos. Além disso, o time de Medellín estabeleceu a maior pontuação da história de um clube na competição, com 33 pontos somados em toda a disputa.

Após a vitória e cheios de euforia, os jogadores se expressaram brevemente. Os mais destacados foram o atacante Marlos Moreno e o goleiro Armani. Os dois demonstraram o quanto o grupo valorizou a conquista e disseram que o título continental é a realização de um sonho.​ ​"Isto é incrível, estou muito feliz. Isso parece um sonho, mas virou uma realidade. A Taça Libertadores não se ganha todo dia. Por isso, temos que apreciar essa importante conquista"​, disseram os dois atletas supracitados.

O principal destaque na reta final da Libertadores foi o atacante Miguel Borja. Dos seis gols marcados nos quatro confrontos decisivos (semifinal e final), o jogador assinalou cinco. O jogador, ao comentar sobre a conquista e a participação fundamental, falou da superação e das estatísticas favoráveis que ajudaram no bicampeonato do Atlético Nacional. ​"Isso é um sonho para mim. Quando eu cheguei, me criticavam dizendo que eu era uma pequena peça dentro da equipe. Sinto-me abençoado por ter ganho este troféu"​, falou Borja.

Com a conquista do torneio continental, o clube se prepara para os desafios restantes no ano. O time disputa o Campeonato Colombiano e vai disputar a Copa Sul-Americana. Por ter ganho a Libertadores, o time participa no Mundial de Clubes da FIFA e representa a América do Sul. O sonho é enfrentar o maior campeão da Europa, o Real Madrid.