Tianjin Teda confirma saída de Dragomir Okuka e anuncia português Jaime Pacheco

Treinador sérvio é o sexto a cair na Super Liga Chinesa durante a temporada 2016

Tianjin Teda confirma saída de Dragomir Okuka e anuncia português Jaime Pacheco
Jaime Pacheco (segundo da esq. para dir.) é oficializado no Tianjin Teda (Reprodução/ Twitter e Weibo)

O Tianjin Teda, 12º colocado na Super Liga Chinesa, anunciou a saída do treinador sérvio Dragomir Okuka. Antes quinto colocado, a equipe do colombiano Fredy Montero não vence há oito jogos e hoje está quatro pontos à frente do Shijiazhuang Ever Bright, primeiro time na zona de rebaixamento. Nestes oito jogos, foram cinco derrotas e três empates.

Dragomir Okuka estava no clube desde dezembro do ano passado, após uma temporada no Changchun Yatai e duas no Jiangsu Suning, na época Jiangsu Sainty. O sérvio de 62 anos foi o sexto treinador a cair na temporada 2016 da Super Liga Chinesa, sendo o sexto estrangeiro a cair. À frente do Tianjin, Okuka disputou 22 partidas, com seis vitórias, oito empates e oito derrotas desde sua chegada.

Para o seu lugar, o Tianjin Teda confirmou o treinador português Jaime Pacheco. Ex-treinador de Boavista, Vitória de Guimarães e Mallorca, o português de 52 anos treinou o Beijing Guoan entre 2011 e 2012. Jaime Pacheco ainda passou duas vezes pelo Al-Shabab Riyadh, da Arábia Saudita, e pelo Zamalek, do Egito.

O próximo compromisso do Tianjin Teda pela Super Liga Chinesa é fora de casa e justamente contra o Shijiazhuang, no dia 13 de agosto (sábado).