Guia VAVEL Scottish Premier League: Rangers FC

Tudo sobre a história de uma das tradicionais equipes de futebol da Escócia e detalhes sobre o retorno à primeira divisão após quatros anos

Guia VAVEL Scottish Premier League: Rangers FC
(Foto: Hugo Alves/VAVEL.com)

O The Rangers FC, antigo Glasgow Rangers é um dos principais times da Escócia e conhecido mundialmente por ser um dos protagonistas do Old Firm, junto com seu rival, Celtic. A equipe foi rebaixada após declarar falência e após 4 anos, retorna à primeira divisão da Scottish Premier League.

História do Clube

O - até então - Glasgow Rangers foi fundado em 1872 por Moses Mcneil, Peter McNeil, Peter Campbell e William McBeath. Porém, a sua fundação própriamente dita é reconhecida como tendo sido em 1873 quando houve a reunião do staff do clube e o começo das atividades do Rangers como time de futebol. Sendo assim, a equipe a azul de Glasgow tem 144 anos de fundação, sendo um dos pioneiros do futebol escocês.

Ao longo de seus 144 anos, diversas foram as conquistas do Rangers, entre elas a Recopa Européia conquistada em 1972 e a Taça Britânica conquistada em 1933. São 54 Campeonatos Escoceses, 33 Copas da Escócia, 27 Copas da Liga Escocesa, além dos títulos da segunda, terceira e quarta divisão do campeonato escocês.

Porém, em um clube tão tradicional, nem tudo são flores. Em 2012, após anunciar que estava devendo mais de 26 milhões, o Glasgow Rangers declara falência e é adquirido pelo empresário Dave King e passa a se chamar The Rangers FC. Com a falência, a equipe foi ao fundo do poço, a quarta divisão escocesa. 

Ídolos

Um clube de 144 anos, tradicionalmente, já tem sua história repleta de ídolos e com o Rangers não é diferente. A equipe colecionou ídolos durante sua história dentre eles, nomes famosos como os de Paul Gascoine e Brian Laudrup que ajudaram a moldar a gloriosa história dos Gers. 

Em 22 anos como jogador profissional, Ally McCoist dedicou 15 ao Rangers, clube no qual se tornou treinador após o fim de sua carreira. Conhecido por ser atacante fazedor de gols, McCoist atuou pelos Gers entre 83 e 98 sendo por três vezes o artilheiro do campeonato escocês, sendo duas dessas vezes, artilheiro da Europa.

Ally atuou pelo Rangers em uma das melhores épocas do clube. O ex-atacante conquistou 10 campeonatos escoceses com a camisa azul, sendo nove deles seguidos no período entre 88 e 97. E foi justamente a perda do décimo campeonato, em 98, que culminou na sua saída da equipe de Glasgow.

Além do grande sucesso pelos campos escoceses, Ally McCoist disputou uma Copa do Mundo em 1990 e duas Eurocopas em 92 e 96, em ambas as competições, a seleção escocesa não passou da fase de grupos. Apesar disso, Ally lamentou muito a 'não-convocação' para as Copas do Mundo de 1986 e 1998. Apesar disso, McCoist é o quinto maior artilheiro da seleção escocesa.

Após o fim da sua carreira, "Super Ally" como ficou conhecido, focou em se tornar técnico de futebol e neste cargo, assumiu o Rangers em 2011, ficando em segundo. Logo após, a equipe declarou falência e McCoist permaneceu, ganhando a 4ª e a 3ª divisão com a equipe. O treinador foi demitido após não conseguir o acesso para a primeira divisão. No entanto, segue como sendo um dos principais nomes da história do Rangers.

John Greig é simplesmente o maior ídolo da história do Rangers tendo atuado 755 vezes com a camisa dos Gers, o único clube que defendeu durante toda a sua carreira profissional de jogador de futebol. Atualmente, Greig é diretor do clube e segue contribuindo para a nova fase da equipe pós-falência.

Greig foi, por anos, o dono da lateral-esquerda dos azuis de Glasgow e capitão do time. Foi com Greig de capitão, que o Rangers conquistaram talvez o título mais importante de sua história, a Recope Européia de 1972 quando a equipe bateu pelo placar de 3-2 o Dynamo Moscou em Barcelona.

O lateral também foi peça importante para a seleção escocesa e é tido como um dos melhores jogadores que já atuaram pela mesma, já que apesar da posição defensiva, Greig tinha extrema categoria e habilidade para conduzir a bola e dar assistências. Confira abaixo alguns lances de John Greig.

Por fim e não menos importante, está Brian Laudrup. O dinamarquês famoso por, jutamente com seu irmão, comandar a 'Dinamáquina', atuou no Rangers por quatro anos e é tido como o melhor estrangeiro a vestir o manto azul. Laudrup conquistou três campeonatos escoceses, uma Copa da Liga e uma Copa da Escócia.

A chegada de Laudrup à Escócia foi um tanto quanto conturbada já que o jogador não vinha de boas atuações em sua passagem pela Itália e precisava se reencontrar com o bom futebol que havia o consagrado em momentos antes. No entanto, a simplicidade do futebol escocês e a ausência constante de holofotes fizeram com que o jogador se destacasse.

Com a moral restabelecida, Laudrup voltou a obter sucesso em sua seleção, conquistando inclusive a Copa do Rei Fahd (atual Copa das Confederações) de 1995. A boa atuação na Premier League escocesa o levaram à Premier League inglesa, quando o atacante se transferiu para o Chelsea, mas não obteve o mesmo sucesso.

Fator Casa: Ibrox Stadium

O Ibrox Stadium é a casa dos Rangers desde 1989 quando ainda tinha capacidade de apenas 4.500 torcedores. O Ibrox já passou por diversas reformas, a última delas, em 2006 quando sua capacidade foi ampliada para 50.987 torcedores, sendo um dos maiores estádios de toda a Grã Bretanha.

O recorde de público do Ibrox é de 118.567 torcedores que foram ao estádio assistir a disputa de um Old Firm (clássico disputado entre Rangers e Celtic) em 1933. O estádio é um dos 27 em toda a Europa que contém as cinco estrelas da UEFA o que o capacita para cediar finais de UEFA Champions League e afins.

O estádio tem sua importância para o clube, já que quando cheio, torna-se um verdadeiro caldeirão, fator crucial para diversas vitórias dos azuis de Glasgow. Prova disso está na última campanha do Rangers na segunda divisão escocesa quando a equipe conquistou cerca de 62% dos pontos disputados em casa, contra apenas 33% dos pontos disputados em partidas longe do Ibrox. 

O retorno 

Após 4 anos brigando para retornar ao seu lugar de origem, o Rangers volta à primeira divisão em 2016. Tal fator tem sido tratado com extrema felicidade por parte da imprensa de todo o mundo, já que com o Rangers na primeira divisão, pelo menos 3 clássicos com o Celtic serão realizados, o que eleva o nível do futebol escocês.

Para a temporada de retorno, o Rangers conta com nomes tais como os de Nico Kranjcar e Joey Barton para realizar uma boa campanha. Ambos os jogadores obtiveram carreira de relativo sucesso na Inglaterra. Sendo Barton, mais famoso pelo o que fala do que pelo o que tem feito dentro das quatro linhas.

Além dos dois nomes de peso, o Rangers conta com Kenny Miller, camisa 9 e teoricamente o matador da equipe que ficará com a peculiar missão de comandar a equipe para a conquista de mais um Campeonato Escocês e você acompanha todos os detalhes desta jornada dos Gers, aqui na VAVEL.com.