Mesmo com uma a menos, Canadá vence Austrália pela abertura do Grupo F no futebol feminino

Canadenses conseguem um gol com segundos de bola rolando e outro em contra-ataque, aproveitando desespero australiano

Mesmo com uma a menos, Canadá vence Austrália pela abertura do Grupo F no futebol feminino
Foto: Alexandre Schneider/Getty Images
Canadá
2 0
Austrália

Em partida válida pela primeira rodada do grupo F do futebol feminino na Olimpíada do Rio, Canadá e Austrália se enfrentaram em disputa direta por classificação na tarde desta quarta-feira (3). A Seleção Canadense venceu, apesar de ter uma jogadora a menos desde o primeiro tempo, por 2 a 0, com gols de Sinclair e Beckie, sendo esse com incríveis 19 segundos. 

Com a vitória, o Canadá pula para a liderança do grupo, mas ainda tem Alemanha e Zimbábue para jogar mais tarde. A Austrália, por sua vez, cai para último. Na próxima rodada, as canadenses irão enfrentar o Zimbábue, no próximo sábado (6). No mesmo dia, as australianas jogam contra a Alemanha pelo segundo jogo da chave. 

Com 19 segundos ainda de jogo, a Austrália não conseguiu sair bem, perdendo a bola para o Canadá. Na sequência da jogada, Beckie recebeu dentro da área e arrematou para um gol sem goleira, abrindo o placar na Arena Corinthians. A partida acaba ficando um pouco menos intensa que nos segundos inicias e, só nos 16 minutos, que houve outra chance. Kerr avançou com a bola e conseguiu o chute colocado da entrada da área, mas mandou fraco pra defesa da goleira canadesa. 

Com 18 minutos, um lance pode ter mudado a partida. Zadorsky acabou fazendo falta em contra-ataque australiano, onde a atleta adversária ficaria cara a cara com o goleiro, e a árbitra do jogo expulsou a camisa 4. Na cobrança da falta, a bola acabou batendo na trave e saindo. Depois, a Austrália, com a vantagem numérica, passou a ficar mais cima do adversário, mas não conseguiu empatar a partida, apesar de ter tido algumas chances. 

Na volta para a segunda etapa, a Austrália continuou dominando as ações no meio de campo e ataque, visto a sua superioridade numérica. O contra-ataque, porém, ficou para a eficiência canadesa entrar em ação, seja para matar a partida ou até mesmo segurar a bola no ataque e queimar tempo. Aos oito minutos, veio um exemplo disso, quando conseguiram gastar cerca de dois minutos e conseguiram um chute ao gol, mas foi defendido. 

Com 29 minutos, Van Egmond estava no lugar errado, com a bola batendo em seu braço, pênalti para o Canadá! Na cobrança, porém, Williams faz a defesa, salvando as chances de empate da Austrália. Dois minutos depois, o Canadá teve nova chance de matar o jogo, mas, apesar da falha da goleira, a zaga consegue afastar. Aos 35, no entanto, Sinclair aproveita desespero da Austrália, dribla arqueira no meio de campo e bate para o gol aberto, matando o jogo.