Com um gol em cada tempo, Colômbia vence Nigéria e enfrenta Brasil nas quartas

Equipe sul-americana usa seus experientes atacantes que conseguem garantir importante vitória cafetera sobre os africanos

Com um gol em cada tempo, Colômbia vence Nigéria e enfrenta Brasil nas quartas
Foto: AFP / Getty Images
Colômbia
2 0
Nigéria

Nesta quarta-feira (08) na Arena Corinthians, em Itaquera, em São Paulo, Colômbia e Nigéria pela terceira rodada do grupo B do torneio olímpico de futebol de da Olimpíada Rio 2016. Em uma partida sem tantas aspirações para o time africano, os colombianos contaram com Téo Gutierrez e Pabón para fazer 2 a 0 e avançar para as quartas de final.

Com a vitória, a Colômbia se junta à Nigéria, que também avança entre as oito melhores do torneio. Assim, agora ambas definem os confrontos com o grupo A. Colômbia enfrentará Brasil e Nigéria encara a seleção da Dinamarca. Na próxima fase, o time sul-americano joga no sábado (13), às 22h, também em Itaquera e a Nigéria joga no mesmo dia, mas às 16h, na Arena Fonte Nova em Salvador.

O jogo começou com a equipe colombiana reconhecendo a necessidade do resultado e por isso rapidamente tomou o controle das ações em campo. Logo aos quatro minutos, Téo Gutierrez recebeu bem e apenas mandou no canto esquerdo do goleiro nigeriano.

A equipe africana passou a dominar mais a posse de bola no meio campo, porém mais efetivo era o time cafetero e que levava mais perigo e conseguia ser muito incisivo, ameaçando bem nas escapadas dos seus velozes atacantes no campo adversário. Porém, apesar das muitas oportunidades, o placar no intervalo foi de apenas 1 a 0 Colômbia no intervalo.

Na volta pro segundo tempo, a equipe colombiana seguiu melhor, mas ainda permeava sobre a equipe a situação de não ter matado o jogo no placar. Até que aos 17 minutos, em cobrança de pênalti, Dorlan Pabón bateu forte para fazer 2 a 0 e praticamente sacramentar o jogo.

Os minutos finais foram apenas protocolares com a equipe sul-americana apenas cadenciando a partida e procurando se defender dos nigerianos que apesar de terem o domínio da posse de bola não conseguiam ser incisivos e o placar ficou mesmo em 2 a 0 Colômbia.