Em confronto direto pelas Eliminatórias, Uruguai recebe Paraguai no Centenário

Equipes estão separadas por apenas um ponto na classificação da competição

Em confronto direto pelas Eliminatórias, Uruguai recebe Paraguai no Centenário
Foto: Ronaldo Schemidt/AFP/Getty Images
Uruguai
Paraguai
Uruguai: Fernando Muslera; Mathías Corujo, José Giménez, Diego Godín e Gastón Silva (Álvaro Pereira); Carlos Sánchez, Egidio Arévalo Ríos, Gastón Ramírez e Cristian Rodríguez; Luis Suárez e Edinson Cavani
Paraguai: Diego Barreto; Jorge Moreira, Pablo Aguilar, Paulo da Silva e Salustiano Candia; Víctor Ayala, Néstor Ortigoza, Cristian Riveros e Óscar Romero; Darío Lezcano e Ángel Romero (Roque Santa Cruz)
ÁRBITRO: Wilton Pereira Sampaio (Brasil)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 8ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo 2018, a ser realizada no Estádio Centenário, em Montevidéu/URU, às 20h (de Brasília)

A oitava rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo da Rússia 2018 terá o duelo entre Uruguai e Paraguai um confronto, no mínimo, interessante. Conforme nos aproximamos da metade da competição, vai chegando o tempo de definir quais seleções realmente brigarão por vaga na Copa e, até o momento, temos sete muito próximas. No jogo que será realizado no Estádio Centenário, às 20h dessa terça-feira (6), teremos um confronto entre o Uruguai, segundo colocado e o Paraguai, sexto colocado. Apesar disso, ambas as equipes estão separadas por apenas um ponto.

Embora a situação das duas equipes na competição seja bem parecida, o retrospecto das duas acaba destoando. A seleção da casa chega à essa partida com uma derrota para a Argentina nas costas, onde até mesmo o próprio treinador Óscar Tabárez admitiu que sua equipe mereceu ser derrotada. Enquanto isso, os paraguaios vêm com a moral de ter vencido o Chile por 2 a 1 na última rodada, além de não perderem há 4 partidas, acumulando duas vitórias, contra Chile e Bolívia,e dois empates, com Equador e Brasil, nesse período.

Óscar Tábarez alerta para qualidade da equipe paraguaia: "São rivais diretos e difíceis"

Em entrevista coletiva antes da partida contra o Paraguai, o treinador da seleção uruguaia, Óscar Tabárez,não deu muitas pistas sobre como seus comandados entrarão em campo, fazendo certo mistério: "O modo de jogo da equipe, em qualquer setor, não pode depender de um ou outro jogador. Até o dia da partida estarei pensando sobre o time e as decisões que tomarei até que tenha total confiança. Já lhes aviso que só vamos anunciar o time mais à frente", disse o técnico.

Tabárez também chegou a tecer comentários sobre a última partida, quando sua seleção acabou derrotada pela Argentina por 1 a 0: "Quando se perde, há uma preocupação. Precisamos corrigir erros, mas fizemos essas coisas. Agora precisamos ter confiança e manter nossa tranquilidade", ressaltou o uruguaio, antes de demonstrar bastante respeito pelos paraguaios: "O Paraguai é um rival direto e será difícil. Disseram que eles já estavam eliminados, mas agora conseguiram vitórias importantes e estão de volta na luta", afirmou Óscar.

O atacante Édinson Cavani seguiu o mesmo raciocínio de seu treinador e também reconheceu a qualidade da equipe paraguaia, mas mostrou confiança em seus companheiros: "Será uma partida chave, onde quem vencer conseguirá se manter na parte de cima da tabela. Conhecemos o estilo de jogo deles, é até parecido com o nosso. Devemos nos animar um pouco mais, termos consciência de que temos alguns grandes jogadores na nossa equipe", afirmou Cavani, tentando encontrar modos de superar a derrota para a seleção argentina.

Com desfalques, Francisco Arce busca estilo de jogo voltado para a posse de bola

Embalada pela vitória contra o Chile, a seleção paraguaia contará com dois desfalques para a partida de terça (6) contra o Uruguai. São eles o zagueiro Gustavo Gómez e o meio-campista Rodrigo Rojas. Nos últimos treinos antes da partida, o técnico Francisco Arce indicou que seus substitutos serão Pablo Aguilar e Néstor Ortigoza, respectivamente. Nota interessante é que Rojas, mesmo suspenso, seguiu com o grupo e viajou para Montevidéu, enquanto que Gómez já voltou para a Itália, estando à disposição do Milan, clube pelo qual atua.

Além das mudanças de jogadores, o treinador do Paraguai também indicou que seus comandados estarão prontos para atuar com um estilo de jogo diferente do comumente utilizado: "Precisamos ter a posse de bola o máximo possível, perceber que somos capazes de trocar passes e conseguir furar a defesa, ao contrário do que fizemos contra o Chile. Não devemos seguir apenas um caminho ou nos fecharmos na defesa. Devemos ser capazes de nos ajustar a cada partida", afirmou Arce, ídolo do Palmeiras.

Além disso, o "Chiqui", como é chamado em seu país, demonstrou que não considera o empate um resultado ruim: "Enfretaremos um time muito forte em relação à garra, e que tem nosso estilo. Creio que vai ser uma partida muito disputada, mas devemos no mínimo nos igualar a nossos adversários nesse ponto. O Paraguai tem sido forte no Centenário, ganhamos muito lá. Queremos os seis pontos e vamos em busca disso, mas considerando as dificuldades, somar um ponto também seria útil", disse o treinador, se utilizando da comum expressão "jogo de seis pontos" para um confronto direto.