Após quatro anos, Celtic e Rangers voltam a se enfrentar pela liderança da Scottish Premiership

Old Firm pela primeira divisão não acontecia desde 2012; Times estão invictos na competição, com os Hoops na liderança tendo um ponto a mais que os Gers

Após quatro anos, Celtic e Rangers voltam a se enfrentar pela liderança da Scottish Premiership
Foto: Hugo Alves / Editoria de Arte / VAVEL Brasil
Celtic
Rangers
Celtic: Gordon; Lustig, Touré, O'Connell, Tierney; Brown, Bitton; Forrest, Rogic, Sinclair; Griffiths. Técnico: Brendan Rodgers.
Rangers: Foderingham; Tavernier, Wilson, Senderos, Wallace; Kranjcar, Barton, Forrester, Halliday, Holt; Waghorn (Miller). Técnico: Mark Warburton
ÁRBITRO: Willie Collum.
INCIDENCIAS: partida válida pela quinta rodada da scottish premiership, onde será disputada no celtic park, em glasgow, escócia.

Quatro anos depois, ele está de volta na Premiership. Celtic e Rangers entrarão em campo neste sábado (10) pela manhã, às 8h, para marcar o reencontro entre os dois em uma partida válida pela primeira divisão, fato que não ocorre desde 2012. A partida acontecerá no Celtic Park, no leste de Glasgow, e valerá pela quinta rodada - e liderança - da Scottish Premiership 2016/2017.

As duas equipes chegam para o confronto com campanhas parecidas, mas não totalmente iguais. Os Hoops têm a liderança com nove pontos conquistados de nove possíveis - tem um jogo a menos -, enquanto que os Light Blues somam oito de 12. Os donos da casa têm 100% de aproveitamente e os visitantes duas vitórias e dois empates por enquanto, permanecendo os dois assim, invictos. 

Na última rodada, os Bhoys receberam e venceram o Aberdeen por notórios 4 a 1, enquanto que os Teddy Bears empataram com o Kilmarnock, fora de casa, por 1 a 1. Antes das duas partidas serem feitas, o Rangers estava na liderança do campeonato enquanto que o Celtic perseguia-o. Ao final, os Hoops avançaram para o topo, com um ponto a mais que os rivais.

Brendan Rodgers acredita que atmosfera estará presente e compara com último Old Firm

Na última vez que os dois times se enfrentaram, o Rangers acabou levando a melhor nos pênaltis pela semifinal da Copa da Escócia, em abril passado, no Hampden Park. Ao final da prorrogação, a partida se encontrava empatada em 2 a 2, o que levou às penalidades. Depois do revés, porém, o ex-treinador Ronny Deila chegou a um acordo com a direitoria do Celtic para encerrar o seu vínculo com o clube, dando oportunidade para que Brendan Rodgers assumisse, porém.

Após a chegada ao Celtic Park, Rodgers tinha a missão de trazer um futebol que o seu antecessor não conseguiu impor. Aos poucos o time vai ganhando a cara que o treinador quer moldar, o que é importante e, neste Old Firm, terá o seu real primeiro teste. Contudo, o norte-irlandês entende que, neste derby, tudo pode acontecer de maneira diferente do que planejado, mas, apesar disso, ele quer continuar com o plano. Além disso, ele fala que a equipe está diferente do que era no último embate entre os times.

"A intensidade precisa estar ali, porém você também tem que ter a mente fria para continuar com o plano tático", afirmou na coletiva pré-jogo. "A experiência me mostra que os times que jogam com essa mente mais fria e com compostura, consegue se impor sobre o rival e conseguir um resultado favorável", acrescentou.

"A ideia é vencer o jogo, é claro, mas cada partida é diferente. O Merseyside Derby foi sensacional, assim como o South Wales era diferente do seu modo, mas foi sensacional estar envolvido com o clássico entre Manchester United e Liverpool, um clássico entre cidades. Mas, aqui em Glasgow, a história também é diferente", comparou o norte-irlandês.

"É um jogo especial e eu estou mesmo ansioso por ele. Eu sei que o time está. Aliás, é um outro time do que era há alguns meses atrás [quando houve o último Old Firm], com uma identidade diferente. No fim das contas, temos que ter respeito ao adversário e trabalhar duro para sair do estádio com os três pontos", finalizou.

Para Warburton, preparação é essencial; treinador também falou que seu time precisa se concentrar em si próprio

Do outro lado de Glasgow, Mark Warburton ainda está com o jogo da semifinal da Copa da Escócia em mente, lembrando que na ocasião o clube conseguiu reverter as apostas que davam o Celtic como grande favorito à vitória. Contudo, ele entende que as circunstâncias mudam, até mesmo no ponto de visto da torcida, que não estará dividida como da última vez. A preparação e o foco no jogo mostram ser atributos que Mark não quer deixar passar. 

"Este é o primeiro encontro pela liga. Na semifinal do ano passado, a torcida esteve presente em 50% para cada lado, o que muda totalmente agora. Será uma atmosfera diferente, pesando para um dos lados", explicou. 

"Nós só temos que jogar o nosso jogo e estarmos preparados para enfrentar o Celtic. A situação, no que diz respeito ao fato do adversário ser favorito, continua a mesma, e está tudo bem em relação a isso. Só temos que manter nosso plano de jogo e manter consistência na preparação", analisou o inglês.

"É sobre fazer o que fazemos. Temos que ser bravos, ir lá e jogar o futebol que sabemos e podemos jogar, movimentando a bola rapidamente, com movimentação dos atletas também, e aí no fim estaremos bem. Caso não formos bem e não conseguirmos um bom resultado, então teremos uma tarde ruim", finalizou.