Após revés, treinador Warburton vê progresso no Rangers: "Estamos em um lugar melhor"

Gers haviam perdido há pouco mais de um mês por 5 a 1 para rival Celtic, que acabou o derrotando novamente neste domingo pela semifinal da Copa da Liga Escocesa

Após revés, treinador Warburton vê progresso no Rangers: "Estamos em um lugar melhor"
Foto: Ian MacNicol / Getty Images

Rangers e Celtic voltaram a campo neste domingo (23) para duelarem por uma vaga na final da Copa da Liga Escocesa, mas, no apito final do árbitro, quem saiu vitorioso foi o time verde de Glasgow, após vencer com um gol aos 42 do segundo tempo, encerrando o placar por 1 a 0. Ao final da partida, o técnico dos Gers, Mark Warburton, falou à Rangers TV que espera que o time não entre em ‘ressaca’ com essa derrota e pensa que devem seguir em frente logo.

Qualquer derrota é dolorosa, mas acaba sendo mais ainda quando se perde para o maior rival, num jogo de disputa por vaga em uma final e com gol próximo dos acréscimos do segundo tempo. Warburton entende da situação e, por isso, ele quer que o clube siga logo em frente, esperando que os jogadores passem a pensar nos próximos jogos do time, que atualmente se encontra na quarta posição na tabela.

“Acabamos de perder para o Celtic em uma semifinal, portanto você deve imaginar como está o emocional de todo mundo envolvido com o Rangers”, comentou o inglês. “Mas, ao mesmo tempo, temos dois jogos importantíssimos vindo aí. O que não podemos agora é sofrer com uma ressaca dessa derrota, tendo que olhar para a performance de hoje, que teve muitas coisas positivas”, analisou.

“Estamos desapontados como um grupo, porque fomos tão longe para acabar perdendo a um passo da final. Contudo, espero que todos entendam o quanto estivemos diferente em relação ao último jogo [vitória do Celtic por 5 a 1], espero que todos tenham visto o quanto os jogadores foram valentes e provaram que qualquer time pode melhorar. Perdemos mais uma partida de futebol, mas também espero que todos que vejam que a diferença entre os dois times que todos falam que existe, agora está menor”, completou.