Gregorio Manzano não é mais treinador do Shanghai Shenhua

Equipes de Xangai na Super Liga da China vão começar a temporada 2017 com novos treinadores

Gregorio Manzano não é mais treinador do Shanghai Shenhua
Foto: Reprodução/ Twitter

O Shanghai Shenhua anunciou na manhã de quarta-feira (9) que o espanhol Gregorio Manzano não renovou seu contrato e não comandará a equipe na temporada 2017. O vínculo de Manzano com a equipe de Xangai termina no final do ano e não houve acordo para a renovação.

Na segunda-feira, a imprensa chinesa noticiou que o maior obstáculo para a renovação de contrato de Gregorio Manzano seria o interesse do treinador em reforçar o elenco para a próxima temporada, quando o Shenhua retorna à disputa da Champions Asiática após seis anos. Ainda segundo veículos do país, Manzano teria feito uma lista de reforços de jogadores chineses. O clube teria recusado a ideia por conta dos altos custos de atletas do país nos últimos anos.

Gregorio Manzano assumiu o Shanghai Shenhua em dezembro de 2015 após duas temporadas a frente do Beijing Guoan. O treinador espanhol está de férias em seu país e em sua conta pessoal no Twitter agradeceu a temporada histórica no comando do Shenhua e disse já pensar em novos projetos. Em 36 jogos na temporada, Gregorio Manzano conquistou 16 vitórias, 12 empates e oito derrotas, levando o Shanghai Shenhua ao quarto lugar na Super Liga da China e às semifinais da Copa da China.

A saída de Manzano faz com que ambas as equipes de Xangai na Super Liga da China comecem a temporada 2017 com novos treinadores. Na semana anterior, o Shanghai SIPG anunciou a saída do sueco Sven-Göran Eriksson e a contratação do português André Villas-Boas.