Com gol polêmico, França vence Suécia de virada e assume a liderança do Grupo A

Griezzman estava em posição irregular no primeiro gol francês; jogando no Stade de France, os franceses conseguiram importante vitória contra os suecos e não podem mais ser ultrapassados

Com gol polêmico, França vence Suécia de virada e assume a liderança do Grupo A
Foto: Xavier Laine/Getty Images
França
2 1
Suécia
França: Lloris; Sidibé, Varane, Koscielny, Evra; Pogba, Matuidi; Sissoko, Griezmann (Kanté), Payet; Giroud.
Suécia: Olsen; Krafth, Lindelöf, Granqvist, Augustinsson; Durmaz (Jansson), Johansson, Ekdal (Hiljemark), Forsberg; Guidetti (Thelin), Toivonen.
Placar: 0-1, min. 55, Forsberg. 1-1, min. 58, Pogba. 2-1, min. 64, Payet.
ÁRBITRO: Milovan Ristic (Sérvia). CARTÕES AMARELOS: Krafth (MIN. 56), Hiljemark (MIN. 74), Pogba (MIN. 89).
INCIDENCIAS: PARTIDA PELAS ELIMINATÓRIAS PARA A COPA DO MUNDO DE 2018, REALIZADA NO Stade de France, FRANÇA.

A França segue firma sua caminha rumo a Copa do Mundo de 2018 na Rússia. Nessa sexta-feira (11), a equipe comandada pelo técnico Didier Deschamps, superou a Suécia de virada por 2 a 1, no Stade de France, e garantiu a liderança do grupo A na rodada.

Os franceses estão em primeiro com 10 pontos, seguidos dos suecos com 7 pontos. A Holanda que ainda jogará na rodada, vem em terceiro com apenas 4 pontos. A próxima rodada só acontecerá em março de 2017, quando a França irá visitar Luxemburgo, enquanto que a Suécia receberá Belarus.

Primeiro tempo morno

A primeira etapa do jogo aconteceu sem grandes emoções. A França teve a primeira chance aos 3 minutos, quando Pogba tabelou com Giroud mas acabou finalizando muito mal. Aos 11 minutos, Payet completou de primeira o cruzamento da esquerda, mas também mandou longe do gol de Olsen.

Aos 15 minutos a França chegou mais uma vez. Em falta ensaiada, Payet rolou para Pogba que soltou a bomba que saiu tirando tinta da trave sueca. Aos 19 foi a vez de receber de Giroud e bater para fora.

A Suécia enfim começou a se soltar no jogo, e aos 20, Augustinisson cruzou, Lloris cortou e no rebote Durmaz finalizou com perigo. Porém os suecos tocavam a bola mas pouco conseguiam ameaçar a equipe da casa, e o jogo seguiu morno até o fim do primeiro tempo.

Virada com gol polêmico

O jogo mudou completamente no segundo tempo. A França voltou mais agressiva, e aos 4 minutos, Payet acabou isolando a falta próxima da área sueca. Aos 7 minutos a Suécia assustou. Augustinsson cruzou, a zaga francesa não cortou, e a bola desviou em Toivonen e ficou nas mãos do goleiro Lloris. Logo em seguida, os suecos saíram na frente. Aos 9 minutos, Forsberg cobrou falta com categoria no ângulo, deixando o goleiro Lloris paralisado no centro do gol só olhando a bola entrar.

O gol sueco acabou acordando a França, que 3 minutos depois empatou a partida. Falta cobrada na área sueca, e Pogba sobe no último andar para desviar de cabeçar e deixar tudo igual no Stade de France. Os donos da casa cresceram na partida e quase viraram o jogo logo em seguida. aos 16, Varane soltou a bomba, Olsen deu rebote e Griezmann quase fez o segundo gol francês. A pressão francesa fez efeito aos 19 minutos. Sidibé cruzou para Griezmann, que em posição irregular divide com o goleiro, e na sobra aparece Payet que da o tapa para o fundo das redes para virar o jogo para delírio da torcida presente.

A Suécia teve que novamente se lançar ao ataque. Minutos depois, Durmaz chutou de fora, mas Lloris defendeu com tranquilidade. Aos 28 a França respondeu com Matuidi, que finalizou bem de fora para boa defesa de Olsen. Os franceses se arriscavam mais nos contra-ataques puxados por Griezmann e Payet.

Aos 39, por muito pouco os donos da casa não mataram o jogo. Payet tocou para Griezmann na entrada da área, que chutou rasteiro e quase fez o terceiro. No minuto seguinte o empate sueco quase aconteceu. Toivonen deu belo passe por cima para Thelin, que chegou chutando prensado com zaga e viu a bola sair pela linha de fundo rente a trave de Lloris.

A França começou a segurar o resultado. Aos 42 minutos Didier Deschamps tirou Griezmann e colocou Kanté. O goleiro francês ainda levou cartão amarelo por fazer cera nos acréscimos. Aos 48 o juiz Milovan Ristic, da Sérvia, encerrou a partida com o triunfo francês, que garantiu a liderança das eliminatórias até o ano que vem.