Gerrard deixa LA Galaxy após um ano e meio e mantém futuro em aberto

Meio-campista inglês encerra sua passagem pelos EUA sem conquistar nenhum título e sem deixar tantas saudades para os torcedores do LA Galaxy

Gerrard deixa LA Galaxy após um ano e meio e mantém futuro em aberto
Foto: Robert Mora/LA Galaxy

A passagem de Steven Gerrard pela Major League Soccer chegou ao fim. Nesta terça-feira (15), o Los Angeles Galaxy anunciou a saída do inglês. O contrato com o clube pentacampeão da MLS encerra no final deste ano e não haverá renovação. O futuro do camisa 8 está em aberto, ele não oficializou aposentadoria e ainda poderá seguir jogando em outro clube.

Gerrard foi contratado pelo Galaxy em janeiro de 2015, mas só foi para os Estados Unidos após o fim da temporada europeia. A estreia na MLS aconteceu em julho. Foram 36 jogos, somando temporada regular e playoffs, com cinco gols e 14 assistências.

O meio-campista não conseguiu cumprir seus objetivos pela equipe californiana. Segue sem vencer uma liga nacional, não foi longe em duas participações na Copa dos EUA e ainda ficou pelo caminho na Concacaf Champions League, em uma eliminação vexatória diante do Santos Laguna.

Em uma carta aberta, o inglês disse: “Ao longo do último ano e meio, foi um privilégio para representar o LA Galaxy e jogar para os grandes torcedores deste clube. Quando saí de Liverpool, eu vim para Los Angeles com o objetivo de ajudar o Galaxy a levantar outra MLS Cup. Estou muito desapontado por não ter conseguido esse objetivo, mas posso olhar para trás e ver meu tempo no clube com orgulho para o que realizamos, incluindo duas aparições nos playoff e incontáveis ​​momentos incríveis no campo.

A saída de Gerrard era questão de tempo e a torcida já não tinha tanto apreço pelo jogador, reconhecendo que a não renovação seria benéfica para o clube, pois liberaria uma vaga de Jogador Designado e daria oportunidade para a contratação de outra estrela que rendesse mais, pois as atuações de Gerrard foram abaixo das expectativas. O início foi promissor, marcando gol contra o maior rival, o SJ Earthquakes, mas o meia teve problemas com o calendário e adaptação, onde encontrou uma liga mais forte e dura do que imaginava.

Los Angeles terá sempre um lugar especial no meu coração. Antes de ir, quero agradecer a todos no clube por fazer o meu tempo aqui tão memorável para mim e minha família”, finalizou Gerrard.

O Galaxy passará por uma reformulação em seu elenco. Gerrard foi o primeiro a sair. Ainda não foi definido a permanência do ídolo Robbie Keane, muito menos se Donovan vai seguir jogando após seu retorno aos gramados. Magee deve aproveitar os mecanismos da MLS para mudar de clube. Outros nomes pouco utilizados devem seguir o mesmo caminho.