Por obrigatoriedade da Conmebol, Atlético Nacional anuncia criação de equipe feminina

Seis meses antes de iniciar a Liga Feminina Colombiana, os Verdolaga vão apresentar oficialmente o time para disputa

Por obrigatoriedade da Conmebol, Atlético Nacional anuncia criação de equipe feminina
Último campeão da Libertadores, Nacional visa repetir sucesso no elenco feminino (Foto: Divulgação/Atlético Nacional)

Restando seis meses para iniciar a nova temporada da Liga Feminina Colombiana, que fora vencida em sua primeira edição realizada nesse ano pelo Santa Fé, algumas equipes colombianas iniciam preparação. Entre elas, o estreante Atletico Nacional, considerado um dos clubes mais vitoriosos no futebol masculino do país e que, na sexta-feira (14), vai apresentará a equipe feminina de maneira oficial.

A Conmebol anunciou em 2016 que, entre suas novas determinações para se disputar a Copa Libertadores da América, está a obrigação em ter um grupo para as mulheres, com prazo de criação determinado até 2019. O plantel a ser criado não é fundamentado apenas para cumprir estas exigências, mas também deverá ter investimentos, condições de salário adequadas e que disputem campeonatos na modalidade. 

Com três títulos, o São José é o maior vencedor da competição. (Foto: Charles de Moura/PMSJC)
Com três títulos, o São José é o maior vencedor da competição continental (Foto: Charles de Moura/PMSJC)

No que diz respeito a Libertadores de Futebol Feminino, o Brasil é o maior vencedor do torneio, com seis títulos em oito ocasiões. Desses, o Santos faturou em 2009 e 2010; o São José em 2011, 2013 e 2014 e a Ferroviária assegurou a taça em 2015. O atual campeão, no entanto, é o Sportivo Limpeño, do Paraguai. Em 2017, o certame será no Paraguai e terá como representante brasileiro o Corinthians/Audax, campeão da Copa do Brasil - hoje extinta - em 2016.

Apresentação definida e objetivos a curto prazo da federação colombiana

A apresentação oficial do grupo feminino vai contar com a participação do presidente Juan Carlos De la Cuesta, além do técnico Diego Bedoya. Na oportunidade, vai ser definido também se joga a partir da primeira ou segunda metade de 2018, porém o principal objetivo da Federação Colombiana é que todos os 36 representantes - da primeira e segunda divisão masculinas - tenham elencos para a modalidade, que busca ter definição de datas concretas do nacional.


Share on Facebook