Ainda sonhando com vaga direta, Irlanda do Norte tenta adiar classificação alemã à Copa

As equipes chegam a nona rodada com o trabalho feito, estão nas primeiras posições do Grupo C das Eliminatórias europeias da Copa 2018, mas o confronto pode contar um grande jogo com a Irlanda do Norte ameaçando a Alemanha

Ainda sonhando com vaga direta, Irlanda do Norte tenta adiar classificação alemã à Copa
Foto: Stuart Franklin/Bongarts/Getty Images
Irlanda do Norte
Alemanha
Irlanda do Norte: MCGOVERN; C. MCLAUGHLIN, MCAULEY, J. EVANS, BRUNT; DALLAS, DAVIS, NORWOOD, FERGUSON; MAGENNIS, LAFFERTY. TÉCNICO: MICHAEL O'NEILL.
Alemanha: TER STEGEN; KIMMICH, BOATENG, HUMMELS, PLATTENHARDT; KROOS, RUDY; SANE, MÜLLER, DRAXLER; STINDL. TÉCNICO: JOACHIM LÖW.
ÁRBITRO: DANNY MAKKELIE (HOL)
INCIDENCIAS: ELIMINATÓRIAS DA COPA DO MUNDO 2018, RODADA 9, GRUPO C, EM PARTIDA QUE COMEÇA ÀS 15H45 DESTA QUINTA (05), DISPUTADA NO WINDSOR PARK, EM BELFAST, NA IRLANDA DO NORTE.

Com uma campanha formidável com 100% de aproveitamento e precisando de apenas um ponto para garantir matematicamente a classificação, a Alemanha vai até Belfast enfrentar a Irlanda do Norte nesta quinta (5), às 15h45, no Windsor Park. O confronto dos primeiros colocados no Grupo C nesta nona rodada definirá de vez a situação das equipes nas Eliminatórias Europeias da Copa do Mundo de 2018.

A Irlanda do Norte, no segundo lugar do grupo, tem 19 pontos e está confortável com nove à frente do Azerbaijão, terceiro colocado. A equipe deve avançar em segundo e disputará a repescagem em novembro, mas vem querendo pontuar na partida contra a seleção alemã. Segue nas eliminatórias fazendo uma boa campanha com 6 vitórias e apenas 1 empate, diante da República Tcheca na primeira rodada, e 1 derrota, para a Alemanha na terceira rodada.

Já a Alemanha entra em campo sem preocupações podendo empatar ou até perder por uma derrota mínima visto que o último jogo será contra o Azerbaijão. Ainda em caso da Irlanda conseguir igualar a pontuação da seleção alemã, que está cinco pontos na frente, o critério de desempate é o saldo de gols que até o momento é de 33 a 14.

O retrospecto do duelo é favorável para os alemães. Além de estarem melhores nas eliminatórias, venceram o primeiro jogo em 11 de outubro de 2016 por 2 a 0, com gols de Khedira e Draxler. E no histórico de confrontos, a Alemanha venceu dez das 16 partidas, sendo apenas duas vitórias da Irlanda do Norte e quatro empates.

Irlanda do Norte ainda sonha com vaga direta

A situação tranquila da Irlanda do Norte na segunda posição no grupo C já leva a equipe pensar na repescagem que acontece no próximo mês, e os dois últimos jogos da fase de grupo das eliminatórias permitirão que o time se prepare. A partida contra a Alemanha já vem deixando técnico e jogadores ansiosos para enfrentar mais uma vez a atual campeã mundial, sendo que a seleção alemã foi a única a conseguir marcar gols nos norte-irlandeses até o momento.

Nesta data Fifa, o técnico Michael O'Neill não contará com os zagueiros lesionados Hughes (panturrilha) e Cathcart (joelho). Ao ser perguntado sobre a volta de Hughes a tempo da disputa do play-off, o treinador admite não saber se será possível. Contudo, O’Neill tem de volta ao elenco o também defensor Gareth McAuley, de 37 anos, que estava fora por problema na coxa desde o jogo contra o Azerbaijão em junho.  

"McAuley está em forma, o que é importante, ele está em boa forma, treinou bem, você pode ver que ele está com fome para jogar. Precisamos que ele jogue”, comentou o treinador norte-irlandês que complementa: “Há certos jogadores que você acha que podem lidar com esse cenário e passar por um jogo neste tipo de situação, entrando nos primeiros dez minutos e acho que Gareth entra nessa categoria".

O meio-campista Shane Ferguson aguarda o confronto esperando que seja uma grande ocasião para toda a equipe jogar contra a seleção alemã dentro de casa: "É um jogo que todos nós olhamos e sabemos que queremos jogar. Será uma ótima noite e ter nossos amigos e familiares lá para nos ver jogando contra os melhores jogadores do mundo vai ser uma grande experiência". Mas Ferguson não deixa a preocupação de lado: "Nós sabemos que o trabalho ainda não acabou e ainda temos que garantir nosso lugar nos play-offs. Ainda temos muito trabalho a fazer, mas estamos ansiosos para o desafio".

Alemanha muito perto de carimbar vaga na Copa

O ótimo desempenho da seleção alemã nas Eliminatórias europeias mostra que a equipe não se acomodou ou que perdeu a forma, mesmo com as mudanças desde a última copa. Juntamente com a Suíça, no grupo B, são as únicas seleções a ter 100% de aproveitamento, até então, e esbanjam os 24 pontos na liderança de seus respectivos grupos. Além disso, a Alemanha já marcou 35 gols em oito rodadas e só concedeu dois, evidenciando o bom trabalho tanto do ataque quanto da defesa.

Para os últimos jogos nas eliminatórias, o técnico Joachim Löw conta com o retorno de Boateng e Sané. Contudo, muitos jogadores ficaram de fora por conta de lesões, como Neuer (pé), Reus (joelho), Gomez (tornozelo), Hector (tornozelo) e Werner (pescoço); e outros por não estarem em condições de jogo, como Götze, Weigl, Özil e Khedira. Para o jogo contra a Irlanda do Norte, o treinador está planejando colocar Boateng desde o início da partida, mas não revela sobre a provável escalação para o jogo.

Ao ser perguntado sobre as baixas no time e as mudanças feitas, Löw declarou o seu proposito na seleção: “Nosso objetivo na Copa das Confederações foi ver outros jogadores e desenvolver e construir alternativas. Portanto, estou feliz por ter agora mais jogadores que possuem experiência e são confiáveis”.

No jogo contra os norte-irlandeses, o treinador acredita que será uma partida competitiva entre as equipes e espera ver uma grande atmosfera: "O jogo é algo como uma final, o primeiro contra o segundo. A Irlanda do Norte é definitivamente qualificada como segunda, mas ainda pode chegar ao primeiro lugar. O time talvez jogue arriscado, tudo ou nada. Não no caminho, mas na sua atitude. Eles não têm nada a perder. O público estará eufórico, os jogadores estão entusiasmados e poderosos. Isso é o que faz a Irlanda do Norte. A Irlanda do Norte está bem até agora. Eles jogam muito disciplinados, jogaram na qualificação sete rodadas sem tomar gol. Isso fala muito. Eu acredito que haverá um jogo com muita explosividade e um público fantástico para amanhã".