Podendo garantir vaga na Rússia, Espanha recebe Albânia em meio a polêmicas extracampo

Referendo pela independência da Catalunha e a presença de Piqué agitaram a concentração espanhola

Podendo garantir vaga na Rússia, Espanha recebe Albânia em meio a polêmicas extracampo
Foto: Bibi Peón/VAVEL
Espanha
Albânia
Espanha: De Gea; Azpilicueta, Piqué, Sergio Ramos, Alba; Thiago, Koke, Asensio, Isco, Pedro, David Silva; Aduriz
Albânia: Berisha; Hysaj, Mavraj, Ajeti, Agolli; Roshi, Lila, Xhaka, Memushaj, Ballin; Sadiku
ÁRBITRO: Aleksey Eskov (RUS).
INCIDENCIAS: Partida válida pela nona rodada do grupo F das Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo da Fifa 2018, disputada entre Espanha e Albânia no Estádio José Rico Pérez, em Alicante, Espanha

Nesta sexta-feira (6), a Espanha recebe a Albânia às 15h45 no Estadio José Rico Pérez, pela nona rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia 2018, buscando garantir o primeiro lugar no grupo F.

Vindos de uma sonora goleada de 8 a 0 sobre Liechtenstein, os espanhóis têm o retrospecto do confronto a seu favor, foram seis jogos e seis vitórias, com apenas dois gols sofridos.

A Albania faz boa campanha, tem quatro vitórias e é terceira no grupo, no último jogo empatou por 1 a 1 com a Macedônia fora de casa e ainda sonha com as remotas possibilidades de conseguir uma vaga na repescagem.

Lopetegui minimiza polêmica com Piqué: “O importante é a Albania”

Em meio as polêmicas que envolveram Gerard Piqué por causa do referendo pela independência da Catalunha, o técnico espanhol Julen Lopetegui concedeu entrevista coletiva e preferiu evitar o assunto.

Questionado sobre o zagueiro, cortou o assunto e disse que o foco é o adversário: “Piqué é passado, o importante é a Albânia. Só estamos nos preocupando com o jogo com a Albânia”.

“Foi muito difícil ganhá-los no último jogo e veremos se conseguimos vencer de novo. Estamos pensando no estilo que podemos usar e precisamos estar preparados”, comentou sobre o jogo.

Sem mostrar muita preocupação, falou sobre os desfalques para a partida: “Temos a baixa do Busquets e outras mais (Morata, Iniesta e Carvajal). Aos machucados desejamos a mais rápida recuperação. O importante é quem estará no jogo”.

Julen Lopetegui chega para a entrevista coletiva | Foto: Alberto Brevers/VAVEL
Julen Lopetegui chega para a entrevista coletiva | Foto: Alberto Brevers/VAVEL

Quando perguntado sobre a situação vivida na Espanha e os recentes acontecimentos, Lopetegui não quis expor a sua opinião e voltou a falar do jogo: “Somos pessoas e estamos cientes do que acontece. Mas nossa responsabilidade é estar 100% prontos para o jogo. Do resto não pensamos, jogamos para estar na Copa”.

Sergio Ramos também falou à imprensa e, como esperado, não conseguiu escapar da polêmica com um dos seus principais rivais: “Não foi uma semana fácil pra ninguém. Preferi não dar entrevista antes de falar com meu técnico e com Piqué. É um erro misturar política e esporte”.

E comentou sobre seu companheiro de zaga - que é catalão e apoia a independência da região – defender as cores da Espanha: “Esse tipo de decisão não passa nem por mim nem por ninguém desse esporte. Há pessoas com cargos maiores para tomar estas decisões. Nosso foco é o futebol e estar na Copa do Mundo”.

“Temos uma relação muito boa (ele e Piqué) apesar de nosso caráter e nossa forma de pensar e sentir”, comentou, evitando maiores polêmicas.

Panucci, técnico da Albânia: “Tentaremos incomodar a Espanha”

Christian Panucci, comandante da Seleção Albanesa, disse na entrevista pré-jogo que seu time “tentará incomodar a Espanha”: “Tentaremos fazer um jogo sério e não ser vítimas. Temos muito respeito pela Espanha, mas tentaremos incomodar. Jogaremos com humildade e seriedade e veremos o que acontece”.

O treinador, que é italiano, disse que ajudar a Itália (que está na segunda posição do grupo) não é uma motivação extra: “Quero vencer para que meus jogadores tenham uma noite inesquecível. É um jogo para a história de Albânia, é muito difícil, mas no futebol nunca se sabe”, comentou o ex-lateral do Real Madrid.

Piqué treina com a Seleção apesar dos protestos de alguns torcedores | Foto: Daniel Nieto/VAVEL
Piqué treina com a Seleção apesar dos protestos de alguns torcedores | Foto: Daniel Nieto/VAVEL

Panucci ainda descartou a possibilidade do time não se interessar pelo jogo, já que está praticamente eliminado: “Se fizer as coisas bem terá a atenção de muita gente. Se não fizer uma partida importante contra um rival desse é melhor mudar de profissão”.

E também comentou sobre Piqué e sua posição política: “Tem muita coragem. Destes assuntos eu não falo, mas eu prefiro as pessoas que falam do que as que têm duas caras. Tem todo o meu respeito”.

Enquanto Panucci disse que como vai armar a equipe não é importante porque, segundo ele, “a Espanha é um time que não te deixa jogar, que te encurrala”, Lopetegui ensaiou uma equipe no 4-2-3-1 no último treinamento.

Pedro pela direita e Isco pela esquerda com David Silva fazendo a faixa central e Aduriz como centroavante são os mais cotados para iniciar a partida no ataque.

Com três pontos à frente da Itália, segunda colocada, La Roja precisa de uma vitória e um empate nas duas últimas partidas para garantir a classificação direta para a Copa, a não ser que os italianos tropecem, facilitando a vida dos espanhóis.

Futebol Internacional