Chile vence Equador e alcança terceira posição na classificação

A Seleção Chilena levou um susto, mas logo se recuperou e venceu o Equador por 2 a 1

Chile vence Equador e alcança terceira posição na classificação
Foto: Divulgação / Seleção Chilena
Chile
2 1
Equador
Chile: Claudio Bravo; Isla, Medel, Jara e Mena; Silva, (Pulgar. Min 46/2T), Vidal, Pablo Hernández, Valdivia, (Felipe Gutiérrez. Min 37/2T); Eduardo Vargas (Martín Rodríguez. Min 34/2T) e Alexis Sánchez; Técnico: Juan Antonio Pizzi
Equador: Banguera; Antonio Valencia, Aimar, Arboleda, e Cristian Ramírez (Ibarra. Min 37/2T), Orejuela, Intriago, (Jacob Murillo.min 31/2T), Ibarra, Arroyo, Preciado, (Garcés/Intervalo 2T), Roberto Ordoñez. Técnico: Jorge Célico
Placar: 1-0, min 21, Vargas 1-1, min 34/2T, Ibarra 2-1, min 36/2T, Sánchez
ÁRBITRO: Arbitro: Sandro Meira Ricci. Cartão amarelo Valdivia (min. 25) Francisco Silva (min. 06/2T) Vidal (min. 14/2T) Valencia (min. 20/2T) Ibarra (min. 22/2T)
INCIDENCIAS: Partida valida pelas eliminatórias da Copa do Mundo 2018.

Na última quinta-feira, a bola rolou para Chile x Equador, no estádio Monumental, em Santiago. A partida era válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo 2018, e o Chile precisava da vitória pra manter o sonho da classificação mais próximo. E foi isso que aconteceu, a equipe de Juan Antonio Pizzi venceu o Equador por 2 a 1, e vai decidir a vaga diante do Brasil na próxima rodada.

Já o Equador, com o resultado, ficou sem chances de garantir o carimbo no passaporte para a Rússia, e jogará a última rodada com a Argentina, equipe na qual luta dramaticamente pela classificação.

Já estão classificados para Rússia: Brasil e Uruguai. Ainda tentam a vaga: Colômbia, Chile, Argentina e Peru. Desses quatro, dois asseguram a vaga direta e um disputará a repescagem contra a Nova Zelândia.

Chile domina e abre o placar

Como já era de se imaginar, o Chile começou a partida com força máxima, afinal jogava em casa, tinha o fator torcida a seu favor e precisava vencer. O Equador que ainda tinha uma chance mínima de classificação, também tentava seu melhor. Por isso, ambas as equipes saiam para o ataque.

A primeira grande chance, chegou aos 18 minutos de partida, para o lado dos visitantes. Cristian Ramírez recebeu, conseguiu avançar e finalizou no gol, porém Cláudio Bravo fez boa defesa. No minuto seguinte, foi a vez de Vargas arriscar para os donos da casa, mas o chute fraco, fez o goleiro do Equador defender sem dificuldades.

Dois minutos após o lance envolvendo Vargas, o próprio abriu o placar para os Chilenos. Sánchez brigou pela bola, Valdivia pegou a sobra, da linha de fundo cruzou para Vargas. O camisa 11 então finalizou no alto, sem chances de defesa para Banguera. Chile 1 a 0.

Aos 26 minutos, Arroyo cobrou falta perigosíssima, e mandou uma pancada, Bravo defendeu, porém a bola escapou. O arqueiro correu e agarrou a bola novamente. Que susto.

No minuto seguinte, mais um susto. Silva errou e acabou tocando a bola dentro da área para seu adversário. Jara conseguiu a defesa em cima da hora.

Quase no fim da primeira etapa, o Chile veio tocando a bola, Sánchez tocou para Valdivia, o meia ajeitou para o lateral Mena finalizar, porém o chute passou muito perto do gol. Quase o segundo da partida.

A primeira metade, se encerrou assim. Chile 1 a 0 Equador.

Chile leva susto, mas vence a partida

A primeira grande chance da segunda etapa, veio logo aos quatro minutos. Vidal recebeu na direita, cruzou para Valdivia, mas o meia cabeceou pra fora. Quase o placar não aumenta para os donos da casa.

Com os minutos diminuindo, a partida começou a ficar mais disputada e o número de cartões aumentar. Vidal e Silva para o lado chileno, Valência e Ibarra para o lado equatoriano foram amarelados em pouca diferença de minutos.

Aos 23 minutos, finalmente o Chile chegou mais uma vez. Valdivia cruzou, Hernández se adiantou na marcação e cabeceou, mas Banguera defendeu. Grande jogada.

O Equador teve sua primeira grande chance aos 33 minutos, Valencia fez boa jogada, cruzou rasteiro para Garcés que arriscou o chute, Bravo fez a defesa.

Após mudança nos dois times, o Equador apostou em Ibarra, que entrou no lugar de Cristian Ramirez. O Atacante que recém-entrava em campo, recebeu um belo passe de Ordoñez e mandou um belo chute, sem chances de defesa para Bravo. A partida ficou tudo igual 1 a 1.

Dois minutos após o gol equatoriano, Vidal desarmou Murillo, tocou para Gutiérrez que arriscou um belo chute, Banguera defendeu, mas na sobra Sánchez estava lá e só empurrou a bola para o fundo das redes. Chile novamente na frente 2 a 1.

O árbitro encerrou a partida, e com a vitória o Chile foi para terceiro lugar da zona de classificação, porém há chances de ficar de fora do mundial.