Colômbia se classifica, mas lambança de goleiro põe Peru na repescagem

Mesmo jogando fora de casa, Colômbia se garantiu com a vaga direta na Copa do Mundo, mas vê Peru chegar à repescagem por falha de Ospina.

Colômbia se classifica, mas lambança de goleiro põe Peru na repescagem
Foto: Leonardo Fernandez/LatinContent WO
Peru
1 1
Colômbia
Peru: Gallese; Corzo, Christian Ramos, Alberto Rodriguez (Miguel Araujo), Trauco; Yotún (Ruidíaz), Tapia; Carrillo (Reyna), Cueva, Edinson Flores; Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca
Colômbia: Ospina; Arias, Davindson Sánchez, Murillo, Fabra; Aguilar, Carlos Sánchez; Cuadrado, James Rodríguez (Chará); Falcão (Giovanni Moreno), Duván Zapata (Wilmar Barrios). Técnico: José Pekerman
Placar: 0-1, min. 55, James Rodríguez; 1-1, min. 75, Paolo Guerrero.
ÁRBITRO: Sandro Meira Ricci
INCIDENCIAS: Partida entre Peru e Colômbia, realizada no Estádio Nacional, em Lima, válida pela 19ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo 2018

Era um cenário tenso, nervoso, mas que, no final, foi feliz para as duas seleções, que empataram em 1 a 1: com risco de ficarem de fora da Copa, Peru e Colômbia protagonizaram, nessa terça-feira (10), no Estádio Nacional de Lima,  uma grande partida, válida pela última rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. O gol da equipe local foi marcado por Guerrero, enquanto que James Rodriguez fez o tento dos colombianos.

Com esse resultado, a equipe visitante, treinada por José Pekerman, garantiu a vaga direta à Rússia, já que foi a 27 pontos e garantiu o quarto lugar na tabela de classificação, que garante a vaga direta ao Mundial. A equipe colombiana terminou as Eliminatórias com um aproveitamento de 50%.

De quase eliminada, a Seleção Peruana demonstrou uma enorme força de vontade e de superação e, contando com a derrota do Chile por 3 gols de diferença, conseguiu a vaga na repescagem, com 26 pontos, superando os chilenos no saldo de gols: +1 para a equipe de Ricardo Gareca e -1 para a equipe de Juan Antonio Pizzi. Agora, a Seleção Peruana terá que encarar dois confrontos contra a Nova Zelândia, no mês que vem, para tentar garantir uma vaga na Copa do Mundo. 

Primeiro tempo sem gols traduz a cautela das duas equipes 

Como esperado, o jogo começou muito aberto para ambas as equipes. Se aproveitando da força que vinha das arquibancadas, a Seleção Peruana tinha mais o controle da posse da bola, mas não conseguia transformá-la em chances reais de gol, já que se limitava a ligações diretas visando Guerrero ou a jogadas pelo chão, mas que resultavam em muitos passes errados, principalmente no terço final do campo de ataque.

Com o passar do tempo, a Seleção Colombiana passou a gostar mais da partida e a partir de, principalmente, jogadas pelos lados do campo, tentava atacar à meta defendida por Gallese. A melhor chance ocorreu aos 12 minutos, quando, após uma confusão da defesa peruana, James Rodriguez teve espaço para chutar, mas a bola parou nas mãos do arqueiro da equipe local.

Imagem do primeiro tempo: muita disputa (Foto: Daniel Apuy/LatinContent WO)
Imagem do primeiro tempo: muita disputa (Foto: Daniel Apuy/LatinContent WO)

Ao longo da partida, a Argentina havia virado a partida contra o Equador, o que estava deixando o Peru de fora dos cinco primeiros na classificação. Dessa maneira, a equipe de Ricardo Gareca tentou parar com o ímpeto ofensivo da Colômbia e reequilibrar as ações da partida. Na maioria dessas vezes, porém, sem sucesso, já que não conseguia chegar com fluidez ao gol defendido por Ospina.

 As melhores chances foram aos 28 minutos, quando Edison Flores chutou fraco, após deixar um zagueiro no chão, e aos 40, quando Guerrero, após um cruzamento, se livrou dos zagueiros, mas não conseguiu cabecear com qualidade. Como não conseguia trocar muitos passes, a Seleção Peruana não criava chances em jogadas trabalhadas e recorria aos cruzamentos – principalmente vindos do lado direito do campo, com Corzo.

Com a tensão tomando conta de todos os presentes no estádio, o primeiro tempo terminaria sem gols, traduzindo o que foi a partida durante os primeiros 45 minutos – muita cautela por conta das duas equipes, que pareciam estar muito nervosas, o que resultou em poucas jogadas bem trabalhadas e muitos cruzamentos, principalmente por parte da Seleção Peruana. 

Confusão da defesa e trapalhada de goleiro: segundo tempo de dois gols 

O começo da etapa complementar mostrou algo que não havia acontecido em intensidade nos 45 minutos iniciais: faltas violentas. Com o tempo passando, a pressão sob as duas seleções aumentaram e, consequentemente, o clima esquentou. A torcida local ficaria eufórica quando o Brasil fizera dois gols, praticamente ao mesmo tempo, sobre o Chile – resultado que classificaria os peruanos.

(Foto: Cris Bouroncle/AFP)
(Foto: Cris Bouroncle/AFP)

A alegria, porém, durou pouco – mais precisamente, três minutos, já que aos 10, Ospina cobrou uma falta na direção da área peruana, Zapata escorou de cabeça, Falcão brigou com os dois zagueiros do Peru e a bola sobrou para James Rodriguez que, de perna direita, colocou no canto do gol de Gallese.

Os momentos pós-gol da Colômbia demonstraram, em uma maior intensidade, tudo o que a Seleção Peruana demonstrou durante toda a partida: um enorme nervosismo, o que resultava em muitos chutões e poucas chances claras de gol. Christian Cueva, responsável pela criação de jogadas, não estava em um dia inspirado e isso foi prejudicial à sua seleção.

Guerrero fez o gol salvador para a Seleção Peruana (Foto: Daniel Apuy/LatinContent WO)
Guerrero fez o gol salvador para a Seleção Peruana (Foto: Daniel Apuy/LatinContent WO)

O cenário, porém, mudaria aos 30 minutos, de uma maneira bem peculiar: o lateral Fabra levantou o pé em uma grande altura, e foi marcado tiro livre indireto – ou seja, precisaria de dois toques para um possível gol valer. Na cobrança da falta, porém, Paolo Guerrero chutou direto para o gol, e contou com a sorte de Ospina, goleiro do Arsenal, pular e desviar a bola, que acabou entrando, validando o gol.

O Peru até tentou, mas não conseguiu passar da defesa da Colômbia, que se recuou muito nos minutos finais para garantir a vaga direta. Mesmo indo ao ataque, a Seleção Peruana não logrou êxito nesse objetivo, mas não pôde reclamar, já que conseguiu uma enorme reviravolta, saindo das últimas posições para uma vaga na repescagem. No fim, a alegria se instalou nos dois lados e o apito final trouxe felicidade para todos os jogadores e torcedores que estavam presentes no estádio. 

Futebol Internacional