Cavani e Suárez decidem vitória e classificação do Uruguai sobre eliminada Bolívia

Em jogo de dois gols contra a favor dos bolivianos, Uruguai mostra imponente pressão ofensiva e garante a vaga direta no mundial

Cavani e Suárez decidem vitória e classificação do Uruguai sobre eliminada Bolívia
Foto: Pablo Porciúncula/AFP/Getty Images
Uruguai
4 2
Bolívia
Uruguai: MUSLERA; CÁCERES, GIMÉNEZ, GODIN, G.SILVA (M.PEREIRA, MIN. 77); BENTANCUR, FEDE VALVERDE (C.RODRÍGUEZ, MIN. 59), VECINO, DE ARRASCAETA (LODEIRO, MIN. 76); SUÁREZ, CAVANI.
Bolívia: LAMPE; BEJARANO, CANDIA, RALDÉS, SAGREDO; VALVERDE, CHUMACERO (ARCE, INTERVALO), MACHADO, CASTRO (JUSTINIANO, MIN. 56); CAMPOS, MARCELO MORENO (G.ALVARÉZ, MIN. 69).
Placar: 0-1, MIN. 21, G.SILVA (CONTRA). 1-1, MIN. 39, CÁCERES. 2-1, MIN. 41, CAVANI. 3-1, MIN. 59, SUÁREZ. 4-1, MIN. 75, SUÁREZ. 4-2, MIN. 78, GODÍN (CONTRA).
ÁRBITRO: RICARDO MARQUES RIBEIRO (BRA) | CARTÃO AMARELO: CANDÍA (BOL, MIN. 70)
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA ÚLTIMA RODADA DAS ELIMINATÓRIAS SUL AMERICANAS DA COPA DO MUNDO 2018, NO ESTÁDIO CENTENÁRIO, EM MONTEVIDÉU, URUGUAI.

Em um jogo com caráter apenas de confirmar o óbvio, Uruguai e Bolívia entraram em campo para apenas garantir a celeste com uma vaga direta na Copa do Mundo do ano que vem. Com sustos de gols contra, os uruguaios mostraram seu poder ofensivo para poder carimbar o passaporte à Rússia no próximo ano com um 4 a 2 imponente em Montevidéu.

Susto no primeiro tempo, reação condizente

Tudo corria bem, a pressão uruguaia era avassaladora e o goleiro Lampe teve bastante trabalho, até os 21 minutos do primeiro tempo. Em tentativa de afastar a bola, Godín chutou e o pé de Gastón Silva estava no caminho, abrindo o marcador para os bolivianos em um gol contra.

O Uruguai sentiu o baque nos minutos seguintes após o gol, porém, voltou a atacar com bastante pressão como estava habituada a fazer no jogo. Aos 38 minutos, após chute cruzado de Gastón Silva, Cáceres estava na pequena área para empurrar ao fundo do gol. Logo dois minutos depois, Gastón Silva se redime novamente com outra assistência na cabeça de Cavani, que virou o jogo e os uruguaios foram ao vestiário com a vantagem.

Mais pressão, mais gol contra

Já na segunda etapa, nada mudou: a celeste não deixou de pressionar e, já nos 14 minutos, Suárez ampliou a vantagem para os donos da casa após lançamento desviado em Arrascaeta que facilitou ainda mais o trabalho do atacante do Barcelona.

Aos 30, mais um de Suárez. Após lançamento de Cristian Rodríguez, o atacante chutou cruzado de canhota para a bola morrer no fundo do gol de Lampe, que nada pode fazer.

Logo 3 minutos após o quarto gol da celeste, a Bolívia foi ao ataque. Em cruzamento de Arce, Godín desviou de cabeça, Muslera nada pode fazer e mais um gol contra fora registrado em Montevidéu.

Definição do óbvio, pensamento na Rússia

Com o resultado, o Uruguai chegou aos 31 pontos nas eliminatórias e garantiu a segunda posição. Já a Bolívia que entrou em campo sem muitas pretensões, terminou na penúltima posição com 14 pontos somados.

Futebol Internacional