Com a Itália, confira as seleções que disputarão a repescagem europeia por vaga na Copa

Itália, dona de quatro títulos mundiais, está na repescagem. Suíça, que perdeu a vaga direta para Portugal na última rodada, teve a melhor campanha

Com a Itália, confira as seleções que disputarão a repescagem europeia por vaga na Copa
Foto: Claudio Villa/Getty Images

A Copa do Mundo de 2018 vai ganhando forma aos poucos. Já são 23 seleções com passaporte garantido para a Rússia e com o término das Eliminatórias as vagas restantes serão definidas na repescagem. Na Europa, oito times brigam por quatro vagas que sobraram. 

Com as melhores campanhas dos classificados à repescagem, a Suíça, Itália, Dinamarca e Croácia estão no pote 1 e vão enfrentar os times que estão no pote 2, que terá Suécia, Irlanda, Grécia e Irlanda do Norte. O sorteio dos confrontos será na próxima terça-feira (17) e os jogos de ida e volta acontecem entre os dias 9 e 14 de novembro.

O favoritismo de Itália e Suíça

Entre as seleções que disputam a repescagem, a Itália é a grande favorita a conseguir uma das quatro vagas que restam para a Copa do Mundo 2018. Com quatro títulos, a Azzurra é a única seleção entre as classificadas que já conquistou o mundial.

Os italianos conquistaram 23 pontos nas Eliminatórias, ficando atrás apenas da Espanha que foi quase perfeita e conquistou 28 pontos. Apesar de certa irregularidade após a derrota para os espanhóis, a Azzurra possui uma defesa forte, composta com craques como Buffon, Barzagli, ChielliniBonucci, um meio consistente com destaque para De Rossi, Verratti e Candreva, e uma dupla de ataque perigosa com Insigne e Immobile.

(Foto: Valerio Pennicino/Getty Images)
(Foto: Valerio Pennicino/Getty Images)

A Suíça foi a melhor seleção classificada para a repescagem. Foram 27 pontos conquistados, somando mais pontos que França, Inglaterra, Islândia, Polônia e Sérvia, todas essas seleções que garantiram vaga direta para a Copa do Mundo. Os suíços só não somaram mais pontos que Alemanha, Bélgica e Espanha, e fizeram a mesma pontuação de Portugal - que avançou no critério de desempate.

Os suíços fizeram campanha quase perfeita. Foram nove vitórias em dez jogos, assim como Portugal. Ambos só perderam um para o outro jogando fora de seus domínios. Os portugueses, liderados por Cristiano Ronaldo, garantiram a vaga direta devido ao saldo de gols.

Com destaques para Xhaka, Shaqiri e Seferovic, a Suíça tem um time bem organizado e, com base na campanha na fase de grupos das Eliminatórias, são - ao lado da Itália - os grandes favoritos a conquistar vaga na próxima Copa do Mundo.

(Foto: Fabrice Coffrini/AFP/Getty Images)
(Foto: Fabrice Coffrini/AFP/Getty Images)

Croácia, Dinamarca e Suécia brigam por fora só por duas vagas

Se Itália e Suíça são favoritas pelas campanhas da fase de grupos das Eliminatórias, outras três seleções praticamente do mesmo nível irão brigar por apenas duas vagas. Croácia, Dinamarca e Suécia apresentaram praticamente o mesmo nível de futebol e prometem muita emoção na repescagem.

Entre as três seleções, a Croácia é a favorita a garantir uma das vagas para a Copa do Mundo. Com o talento de Modric (Real Madrid) e Rakitic (Barcelona), e o faro de gol do artilheiro Mandzukic (Juventus), os croatas largam na frente dos adversários. Ambos são jogadores que podem desequilibrar em qualquer partida.

(Foto: Srdjan Stevanovic/Getty Images)
(Foto: Srdjan Stevanovic/Getty Images)

A Suécia, mesmo sem o astro Ibrahimovic, conseguiu ter uma boa campanha, deixando a Holanda de fora da Copa do Mundo de 2018 e ficando atrás apenas da França, que pela geração que possui era a favorita do grupo, além de ser uma das favoritas ao título do mundial.

Em comparação com a Croácia e Dinamarca, a Suécia teve o melhor ataque com 26 gols marcados. Destaque para o atacante Marcus Berg, que marcou quatro gols na goleada de 8 a 0 contra Luxemburgo e foi o artilheiro da seleção nas Eliminatórias.

(Foto: Nils Petter Nilsson/Getty Images)
(Foto: Nils Petter Nilsson/Getty Images)

Por outro lado, entre as três seleções, a Suécia teve a campanha com menos pontos - fez apenas 19, contra 20 da Dinamarca e da Croácia. Apesar disso, as campanhas tem aproveitamentos bem parecidos e a diferença é de apenas um ponto. Por isso, a briga dos três por apenas duas vagas será grande. Os suecos têm chances de enfrentar um deles, já que estão no pote 2.

Já a Dinamarca, num grupo que tinha o favoritismo da Polônia, não se classificou diretamente para a Copa por conta de um início ruim com derrota nos duelos direto contra os poloneses e Montenegro, que brigou por repescagem, além de um empate contra a Romênia, tudo isso nas cinco primeiras rodadas.

Depois do início ruim, a Dinamarca foi liderada por Eriksen e não deu chance ao azar, vencendo quatro seguidas, incluindo uma goleada sobre a Polônia. Foi a única derrota da seleção de Lewandowski nas Eliminatórias. Porém, isso não foi suficiente para alcançar os poloneses que venceram duas a mais. 

(Foto: Liselotte Sabroe/AFP/Getty Images)
(Foto: Liselotte Sabroe/AFP/Getty Images)

Irlanda, Grécia e Irlanda do Norte correm por fora e podem virar zebras em briga por vaga na Copa

Com campanhas parecidas, Grécia e Irlanda do Norte correm por fora e prometem ser zebras na briga por vaga na Copa do Mundo. Os gregos, por sua vez, demonstraram ser uma equipe mais equilibrada, perdendo apenas uma num grupo que tinha a Bélgica, e conseguindo complicar outros nove duelos - conquistando cinco vitórias.

A Bélgica sobrou no grupo, terminou invicta e atropelou quase todo mundo, exceto a Grécia, o único tropeço belga. Longe de brigar com eles, restou aos gregos brigarem com a Bósnia pelo segundo lugar. A seleção é liderada pelo artilheiro Mitroglou e conta com nomes conhecidos na defesa como TorosidisPapastathopoulos.

(Foto: Sakis Savvides/Getty Images)
(Foto: Sakis Savvides/Getty Images)

Apesar do ataque não ser muito eficiente (marcou apenas 14 gols em 10 jogos), a defesa sofreu apenas seis gols e foi a sexta melhor das Eliminatórias (empatada com França, Bélgica, Irlanda do Norte, País de Gales e Irlanda).

Na briga entre os menos favoritos por uma vaga na Copa, a Irlanda leva um pouco de vantagem sobre o xará do Norte. Os irlandeses roubaram a vaga de País de Gales ao vencê-los na última rodada com gol de McClean, e só não alcançaram a Sérvia porque perderam um dos confrontos diretos contra os sérvios - foi a única derrota sofrida nas Eliminatórias e custou caro.

Já a Irlanda do Norte, num grupo que a Alemanha sobrou e conseguiu somar todos os 30 pontos vencendo os dez jogos, conseguiu superar a República Tcheca e a Noruega, vencendo os confrontos diretos. Só perdeu para os noruegueses na última rodada quando tudo já estava definido, além das duas derrotas para os alemães.