Ibra? Quem? Suécia mostra força sem o craque, derruba gigantes e vai à Copa de 2018 em alta

Comandados por Jan Andersson, suecos bateram Holanda, França e Itália no caminho para o Mundial da Rússia

Ibra? Quem? Suécia mostra força sem o craque, derruba gigantes e vai à Copa de 2018 em alta
Suecos ficaram de fora das últimas duas edições da Copa do Mundo (Foto: Robbie Jay Barratt/Getty Images)

O dia 13 de novembro de 2017 certamente será uma data a ser apagada do futebol italiano, já que a Itália não conseguiu se classificar à próxima Copa do Mundo, competição na qual carimbava presença desde 1958. Por outro lado, entretanto, os suecos jamais esquecerão este momento do qual eliminaram uma tetracampeã mundial para conseguir um lugar entre as 32 seleções que irão à Rússia em 2018.

Por ser um país de pouca tradição no futebol e nas competições internacionais, os nórdicos realizaram sua melhor campanha em 1958, quando foram vice-campeões do torneio. O ano coincide com a última vez em que a Itália deixou de participar de uma Copa, até então.

+ Efeito dominó: Chiellini, Barzagli e De Rossi também anunciam aposentadoria da Azzurra

Não é à toa que a seleção da Suécia está classificado para seu 12° mundial, depois de ficarem fora em 2010 e 2014. O escrete comandado por Jan Andersson, ex-jogador que treinou apenas clubes de menor expressão da Suécia, se mostra competente e sem medo de encarar potências do futebol mundial, com um histórico de sete vitórias, dois empates e três derrotas.

Com um futebol organizado, jovens jogadores que viviam à sombra do astro máximo do país, Zlatan Ibrahimovic, estão se sobressaindo, mostrando que não sentem falta do ícone que representou o futebol do país por tantos anos.

Holanda e França: vítimas da Suécia

A nova geração sueca foi quem eliminou ninguém menos que a Holanda nas Eliminatórias Europeias. Os nórdicos empatando o primeiro jogo contra os holandeses e perderam o segundo. Entretanto, as goleadas sobre Bielorrúsia e Luxemburgo os garantiram uma vantagem confortável para a última partida contra a Laranja Mecânica, que precisava de sete gols caso quisesse ir para a repescagem, fato que não aconteceu mesmo após os esforços de Arjen Robben e companhia.

Além dos holandeses, os nórdicos também venceram a França durante a fase de grupos, por 2 a 1, na Friends Arena, local que não perdem há dois anos.

Quem são os novos craques?

Os destaques desta nova geração estão nos pés de duas revelações do futebol nas últimas temporadas. O primeiro é Emil Forsberg, meio-campista que joga pelo RB Leipzig, autor de dois gols nos últimos quatro jogos na Uefa Champions League. O jogador é dono de uma visão de jogo e um senso de organização que falta em seleções como Itália e Holanda, por exemplo. 

(Foto: Robbie Jay Barratt/Getty Images)
Forsberg é o principal destaque da Suécia (Foto: Robbie Jay Barratt/Getty Images)

Outra revelação em ascendência é Victor Lindelöf, zagueiro de 23 anos que atualmente atua pelo Manchester United. O defensor ex-Benfica chegou ao clube inglês na última janela de transferências.

(Foto: VI Images/Getty Images)
Lindelöf é o xerife da defesa sueca (Foto: VI Images/Getty Images)

Alguns dos nomes citados acima, são os que deram maior destaque à Suécia durante a sua empreitada até chegar à classificação para Copa do Mundo. Contudo, vale ressaltar o trabalho que Jan Andersson vem fazendo, tornando a seleção sueca em mais do que uma surpresa na Copa. Um oponente organizado disposto a encarar de igual para igual as potências do futebol mundial.

Possível retorno da lenda?

Voltar à seleção, Ibra? (Foto: Richard Heathcote/Getty Images)
Voltar à seleção, Ibra? (Foto: Richard Heathcote/Getty Images)

Mesmo com a nova geração se firmando, Ibrahimovic, que se aposentou da Seleção Sueca recentemente, publicou uma enquete em sua conta no Twitter, logo após a qualificação da Suécia sobre a Itália, perguntando se deveria voltar da aposentadoria para jogar a Copa. A resposta positiva foi imediata, mas o atacante não se pronunciou sobre um possível retorno, ou se a publicação seria só uma brincadeira. Mais tarde, Ibra apagou o tuíte.