Eriksen brilha, Dinamarca humilha Irlanda e vai à Copa do Mundo

Meio-campista do Tottenham comanda virada excepcional diante dos irlandeses e garante classificação dos dinamarqueses ao Mundial da Rússia

Eriksen brilha, Dinamarca humilha Irlanda e vai à Copa do Mundo
Camisa 10 marcou três gols (Foto: Lars Ronbog/FrontZoneSport via Getty Images)
Irlanda
1 5
Dinamarca
Irlanda: Randolph; Christie, Duffy, Clark (Long, min. 71), Ward; Hendrick, Meyler (Hoolahan, min. 46), Arter (McGeady, min. 46), Brady; Murphy, McClean.
Dinamarca: Schmeichel; Christensen, Kjaer, Bjelland, Larsen (Ankersen, min. 54); Kvist, Delaney, Poulsen (Cornelius, min. 70), Eriksen, Sisto; Jorgensen (Bendtner, 83).
Placar: 1 - 0, min. 6, Duffy. 1 - 1, min. 29, Christie contra. 1 - 2, min. 32, Eriksen. 1 - 3, min. 63, Eriksen. 1 - 4, min. 73, Eriksen. 1 - 5, min. 89, Bendtner
ÁRBITRO: Marciniak (POL)
INCIDENCIAS: Jogo válido pelos playoffs das eliminatórias europeias para à Copa do Mundo 2018

Irlanda e Dinamarca entraram em campo nesta terça-feira (14), no Aviva Stadium, em Dublin, pelo segundo jogo da repescagem europeia para à Copa do Mundo de 2018. O confronto de ida terminou em uma igualdade sem gols, na Dinamarca.

O novo confronto foi marcado por uma exibição de gala do meia-atacante Christian Eriksen, autor de um hat-trick na virada alcançada pela Dinamarca, construindo um placar de 5 a 1. Christie, contra, e Bendtner, de pênalti, anotaram os outros tentos escandinavos, enquanto Duffy fez o gol dos irlandeses.

Em um confronto muito equilibrado, como demonstrado pelo resultado da partida de ida, Irlanda e Dinamarca entraram em campo com muita expectativa de ir à Copa do Mundo, com certa ansiedade dos jogadores de ambos os lados. Os escandinavos começaram melhor o cotejo, mas em uma infelicidade de Delaney, que deu assistência para Duffy, de cabeça, após cobrança de falta, abrir o placar. O tento anotado pelo zagueiro foi o seu primeiro gol com a camisa da seleção, levando a torcida ao delírio.

Depois de quatro partidas consecutivas nas eliminatórias terminadas em 0 a 0, finalmente saiu um gol. Sem muita criatividade, a Dinamarca tentou reagir, mas sem muita eficiência. A primeira chegada com perigo foi através de Eriksen, destaque da equipe, em finalização que exigiu excelente intervenção de Randolph, após boa jogada de Christensen pela direita.

Na tentativa de buscar o empate, os visitantes começaram a deixar alguns espaços na defesa, permitindo contra-ataques perigosos da Irlanda. McClean teve boa chance dentro da área depois de ser assistido por Brady, no entanto a finalização do meia-atacante foi pra fora. Em lance fortuito, a Dinamarca alcançou o empate após desvio de Christensen, que bateu no lateral Christie e foi para o fundo das redes.

O panorama do confronto mudou rapidamente depois da igualdade obtida pela Dinamarca. Em um contra-ataque letal, Eriksen recebeu e finalizou com perfeição para virar a partida. Já na etapa complementar, com uma boa vantagem e controlando a partida, os escandinavos ampliaram o marcador novamente com Eriksen, em outro belíssimo gol.

Com muita vontade, apesar da grande desvantagem, a Irlanda continuou tentando imprimir seu ritmo e diminuir o prejuízo, mas o herói dinamarquês voltaria a aparecer: Eriksen aproveitou outra falha de Ward e anotou o quarto gol da Dinamarca, chegando ao seu hat-trick na partida, selando a classificação da seleção à Copa do Mundo na Rússia em 2018.

Bendtner, de pênalti, ainda anotou o quinto gol dos visitantes, aumentando o vexame irlandês.

Eriksen comemora um de seus três gols marcados no Aviva Stadium (Foto: Lars Ronbog/FrontZoneSport via Getty Images)
Eriksen comemora um de seus três gols marcados no Aviva Stadium (Foto: Lars Ronbog/FrontZoneSport via Getty Images)