Da Libertadores ao 'Ilariê': as versões originais das músicas das torcidas sul-americanas

É comum ouvir os cantos de torcida que se popularizaram na América do Sul em partidas internacionais, mas a versão original das mesmas não é tão lembrada. Neste especial, a VAVEL Brasil mostra algumas das canções que embalam os estádios sul-americanos

Da Libertadores ao 'Ilariê': as versões originais das músicas das torcidas sul-americanas
(Foto: Reprodução/AFA)

"Y dale alegria a mi corazón, la Copa Libertadores es mi obsessión..." Você com certeza já escutou esta canção em várias torcidas da América do Sul, ou até a versão feita pelo Palmeiras no Brasil, mas dificilmente ouviu a versão original da mesma. É do cantor Fito Paez, lançada em 1990, sucesso como tantos outros que teve mais sucesso nos estádios de futebol que nos palcos de show.

Pensando nisso, a VAVEL Brasil decidiu pesquisar sobre o nascimento da sinfonia das arquibancadas. De onde vieram esses cantos? Foi um tango? Veio do México? Marchinha de carnaval? Ou será que foi a Xuxa quem compôs (Sim, tem música dela). Sente, pegue seus fones de ouvidos, se inscreva na playlist do Spotify e curta esses sons que viraram febre na América do Sul. 

"De pendejo te sigo"

Popular entre os "hinchas" do Racing de Avellaneda e com versões distintas no futebol brasileiro, a versão "de pendejo te sigo" é uma paródia da música 'Para no olvidar', da banda Los Rodriguez, lançada em 2002. Mesmo após o fim da banda, a música seguiu fazendo sucesso na voz de André Calamaro.

"Te sigo en la buena y las malas"

A La 12, principal torcida do Boca Juniors, popularizou a versão da música 'Todavía cantamos', de Mercedes Sosa, lançada em 1972. O canto se popularizou tanto que chegou a ser cantada até pela seleção argentina. No Brasil, é popular na torcida do Grêmio.

"Todos los momentos que vivi"

A versão fica por conta da torcida do Vélez Sarsfield, lembrando do título da Libertadores conquistado em 1994 dentro do Morumbi, contra o São Paulo. É outra canção que também foi bastante adaptada no Brasil. A versão original é de Fito Paez, com a música Mariposa Tecknicolor, lançada em 1999.  

"Sos mi alegria"

Famoso vídeo no Youtube onde a torcida do San Lorenzo canta a música 'Que Boedo es un carnaval', dentro do Nuevo Gasometro, com um arco-íris no fundo. A versão original é da música 'Jurabas Tu', da banda Los del fuego, lançada em 2009.

"Mama yo quiero"

A marchinha de carnaval 'Mamãe eu quero' de 1940, popularizada na voz de Carmem Miranda, é um fenômeno no Brasil e também na América do Sul. Não faltam versões na América do Sul: Vélez Sarsfield, San Lorenzo, Peñarol, Boca Juniors... e todas com suas versões para provocar os rivais.

"Ilariê"

E a cantora Xuxa também é lembrada. A música se popularizou em 2011, com a torcida do Vélez Sarsfield, mas é cantada por várias torcidas na América do Sul. Destaque para o Peñarol que chegou a customizar uma bandeira com o rosto da cantora.